terça-feira, 2 de agosto de 2011

OBRA PODEROSA COM A IR(a) MARCINHA - (IR. MARCOS) - SÓ GLÓRIA!



Aqui perto de nós tem um Cooperador de Jovens que conta uma Obra que Deus fez na região dele com a irmã Eva. Essa irmã é irmã do Cooperador do irmão Dao do Santa Helena de Póa. Ele conta que era +/- 20:00 hs da noite, os irmãos estavam na casa dessa irmã Eva contanto Obra e de repente uma irmã por nome de Marcinha aparentando +/- 50 anos começou a chorar copiosamente sem parar. E os irmão vendo que ela não parava de chorar os irmãos perguntaram para ela o por que dela estar chorando tanto. Ela respondeu para os irmãos que era terça-feira e na próxima sexta-feira ela iria para a mesa de cirurgia fazer hemodiálise porque um rim estava podre e outro já estava paralisado e que tanto é que pela aquela situação dava mal hálito na irmã Marcinha. E ela falava que o esposo dela estava muito triste e os filhos muito combatido com isto tudo que estava acontecendo.

E os irmãos sentiram a tristeza daquela irmã que sempre era muito alegre em falar da misericórdia do Senhor. E depois daquilo tudo os irmãos foram orar e buscar uma comunhão com Deus e na hora da oração a virtude e o poder de Deus começou a passear no meio dos irmãos e num dado momento o irmão Cooperador de jovens viu uma visão dos céus naquele movimento de Oração. E ele conta que viu uma aproximação de corpos celestes. E Deus dava a Oração para aquele Cooperador de jovens e quando ele via a visão ele parou a Oração e via o anjo de Deus descendo naquele lugar e se aproximando da nossa irmã Marcinha


E enquanto o anjo descia e se aproximava da nossa irmã. Aquele Cooperador de jovens começou à anunciar a visão para a irmã Marcinha. 


Irmã Marcinha eu tô vendo um anjo se aproximando da irmã e perguntou para a irmã se ela sentisse o toque daquele anjo que ele via na visão dos céus, se ela não iria ter medo ou iria correr. A irmã Marcinha respondeu para aquele Cooperador de jovens que não iria ter medo e que não iria correr. Então o nosso irmão Cooperador de jovens começou à anunciar a visão que ele via e pediu para os irmãos ficarem bem na comunhão e disse para à irmã Marcinha eu estou vendo um anjo descendo dos céus e anunciou para a irmã Marcinha. Primeiro a irmã vai escutar um barulho das asas do anjo que está descendo agora em cima deste telhado. E a irmã disse: Ai, Meu Deus eu estou escutando o que é isso irmão? E o irmão dizia dá glória à Deus que é o querubim do Senhor que acaba de descer nesta casa. E o irmão vendo a visão celestial prosseguia anunciando para a nossa irmã. Agora a irmã vai sentir um calor muito forte envolver o teu corpo enfermo. E o irmão perguntou para a irmã. Tá sentindo irmã?. E ela ai, Meu Deus eu estou sentindo. O que é isso aqui irmão?. E o irmão dizia: Irmã dá glória à Deus que o querubim está te abraçando agora. E o irmão anunciava. Agora a irmã vai sentir como se fosse uma cosquinha escorregando pelo teu esôfago e vai chegar nos teus órgãos enfermos. Tá sentindo irmã?. E a irmã gritou, aí Meu Deus eu estou sentindo irmão e a irmã Marcinha se assustou e quis correr da Oração. E o esposo da irmã Marcinha disse para as irmãs segurarem a irmã Marcinha porque se ela corresse dali ela iria perder a libertação.


E a irmã Marcinha disse: Irmão eu estou com medo o que é isso aqui irmão, o que é isso?. E o irmão respondeu: Irmã Marcinha dá glória à Deus que é o bisturi do anjo que está te cortando e de repente a irmã começou a sentir uma sensação estranha no seu organismo. E naquele instante a irmã Marcinha com a voz trêmula começou a gritar o que é isso irmão o que o anjo está fazendo comigo. E o irmão viu na visão o anjo tirar os rins estragados e colocar 2 rins novinhos. E o irmão que via a visão perguntou para a irmã quem é o teu médico e aonde a irmã está se tratando. E ela respondeu para o irmão. E então o irmão disse naquela Oração. Irmã Marcinha hoje é terça-feira. Volta lá amanhã no teu médico e pede para fazer novos exames porque o Senhor teu Deus já te libertou. E o irmão disse para à irmã Marcinha se os médicos se assustarem e perguntarem alguma coisa a irmã fala que Jesus Cristo te libertou. E na quarta-Feira a irmã foi ao médico e pediu novos exames e relatou para o médico que ela tinha certeza que tinha sofrido uma cirurgia celestial e que Jesus Cristo havia libertado ela. E o médico disse para a nossa irmã. Eu respeito a religião da senhora, mas aqui consta no raio-X que a senhora tem um rim podre e o outro tá parado, na sexta-Feira a senhora tem que ir para a mesa de cirurgia urgente. 
Mas de tanto a irmã insistir com aquele médico, ele mandou fazer os novos exames. E quando aquele médico pegou o novo raio-X. Ele pegou o óculos e começava a virar os óculos olhando os novos exames e ligou para 5 médicos e começou a conversar com os demais médicos e vieram conversar com a nossa irmã Marcinha e perguntaram para a nossa irmã o que foi mesmo que a Senhora disse que aconteceu?.


E ela disse Jesus Cristo me libertou. E um médico olhou para o outro e disse para a nossa irmã só pode ter sido ele mesmo porque a senhora recebeu a cirurgia mais perfeita que a ciência hoje não tem condições de fazer e nem marca ficou e quer saber mais a senhora recebeu 2 rins novos de adolescente e a senhora não tem mais nada.

Eu pergunto para os irmãos. Posso postar essas Obras aqui? Vocês creem que Deus faz isso mesmo e que obras maiores Ele opera em nosso meio? Porque nesses dias não se pode mais contar essas obras. Está proibido. Tem quem diz que é heresia. Tem quem fale que são obras fantasiosas. Tem quem duvide da autenticidade do poder do nosso Deus. 



MAS EU CREIO E CONTINUAREI LOUVADO MEU CRIADOR.


Deus vos abençõe!

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

OBRA COM O "IR. LEONARDO" - GLÓRIA A DEUS!


A fé é um dom interessante, parece que tem vida própria, tanto que as vezes parece até que prega peças em nós! Um dia, logo quando eu mudei para minha cidade eu estava desempregado e Deus mandou a obra da piedade na minha casa. Indescritível, irmãos, dizer a alegria, eu com filhos pequenos e ver do porta mala de um carro descer uma compra para garantir o pão na mesa para os meus filhos e ver que no meio da compra tinha até um pacote de balas para o meu filhinho picareta. Quando eu fui no portão me despedir dos irmãos e irmãs que levaram a compra, o irmão me falou assim Irmão, se Deus preparar vai com nós na construção do Prédio da nossa Regional. Eu tava tão arrebatado por ter sido suprido na hora da maior necessidade que falei assim para o irmão Sim, eu estarei lá com vocês no nome do Senhor Jesus! E entrei alegre para casa e minha esposa tava parada na porta com os braços cruzados e falou Você falou que vai na construção com os irmãos? e eu respondi sim, e ela disse E o seu problema de coluna?

Aí eu lembrei que não posso fazer o menor esforço, não posso pegar meus filhos no colo porque manifestou-se em mim um grave problema de coluna, já houve dia de eu não conseguir me levantar pela manha e me levarem todo torto para o ortopedista e darem banho de luz infra-vermelho na minha coluna para ver desinflamava antes de tentarem colocar a minha coluna no lugar. O meu tipo de problema é complicadíssimo por que expanou o encaixe da coluna no osso da bacia, e o médico me falou que para isso não tem prótese, nem cirurgia, nada, só cama e cadeira de rodas por que mais uma ou poucas vezes que minha coluna sair do lugar ela pode perder o encaixe completamente, inclusive sempre precisei fazer regimes pois quando aumenta o peso um pouco já começa a doer a coluna. Bom, apó cair a minha ficha para esse pequeno detalhe, eu falei, Bom, o pior é que do jeito que eu falei agora tenho que ir...

E fui (e as costas já estavam doendo) e chegando lá tive que ajudar como servente pois não sei assentar um tijolo (aliás, quem troca fusível queimado e resistência de chuveiro lá em casa é a minha mulher, neste sentido ela é o homem da casa, sou um pato, não sei fazer nada). Bom, os serventes sofrem numa obra, sempre ficam com a parte pesada: fazem tudo que deve ser feito por uma pessoa que não tem problemas de coluna, empurram carrinhos de areia, levantam latas de concreto, peneiram areia, aplainam terrenos com enxada, e eu tentava disfarçar para ninguém perceber o meu problema, até porque os irmão nem permitiriam que eu estivesse ali se soubessem, são zelosos e cuidadosos nesta parte, mas eu me preocupava com a maneira como falei, que ESTARIA ALI NO NOME DO SENHOR JESUS. E só sobrava o pior pra mim, e no pensamento eu falava ai,ai, mas continuava ali.

Enquanto enchia carrinhos de areia com uma pá, sem querer desabafei com um irmão e falei Nossa, minha coluna tá doendo muito, eu nem poderia estar aqui, tenho um problema gravíssimo de coluna, e aquele irmão parou de encher o outro carrinho e me falou E nem eu poderia estar aqui, meu irmão, eu também tenho um problema de coluna, mas eu to trabalhando aqui e Deus vai me libertar, e aí eu vou vir até terminar a construção, é um voto que eu tô fazendo! Quando eu ouvi o voto que o irmão fez com tanta firmeza eu falei AMÉM. Ora, eu falei amém pelo voto dele! Eu não votei nada! Só que quando eu falei amém eu senti como se alguém tocasse na minha coluna, senti como se fosse uma brasa de fogo sobre a inflamação, e aquele calor ficou intenso e foi suavizando numa fração de segundos, e eu parei assustado, com o corpo esticado, e não falei nada pra ninguém.

Fomos almoçar e me sentei em uma posição que geralmente me travava, e quando levantei estava normal. Peguei peso, me encurvei para pegar areia com a pá, pilotei uma peneira, e nada da coluna doer, não parecia tão frágil, parecia que tinha um cinto sustentando minha coluna. Fui embora no final do dia e durante aquela semana me sentia uma pessoa sem problemas! Sabem o que fiz? Na outra semana eu estava na construção outra vez e falei pra minha esposa que eu precisava ir até o final da construção por causa do voto que o irmão havia feito. Minha esposa disse Tá louco! O irmão que fez um voto e você que tem que pagar? Sobre ser louco eu não falei nada, sou mesmo, não dá pra questionar, mas o que eu respondi para ela lhe tirou todas as chances de contra-argumentar: Eu disse Ora, se eu soubesse que naquela hora eu fizesse um voto Deus ia me libertar eu não ia esperar aquele irmão, eu mesmo ia votar! Mas se eu não votei, aquele irmão fez um voto e eu falei Amém na fé que Deus ia libertar ele e no amém Deus me libertou, se eu peguei uma carona no voto dele e Deus me libertou eu tô no lucro, que prejuízo eu vou ter com isso? Ele que votou mas eu que recebi, então eu adotei o voto dele e fiz que o voto dele seja o meu, tudo mundo pede primeiro pra depois receber, mas se todos vão pela porta de entrada e eu entrei pela porta da saída, qual o problema? Eu tô no lucro, recebi primeiro e tô pagando depois!

E assim foi, trabalhei até o final daquela construção ou pelo menos até quando havia trabalho para serventes, já tá indo para cinco anos, só uma vez tive um susto, mas não era nada, o meu termômetro para saber que Deus me libertou é que estou cada vez mais maravilhosamente gordo e não sinto dores na coluna! Ah, sim, e tem um detalhe, isso eu não tentei entender e os irmão entendam, se for possível: aquele irmão que fez o voto não voltou mais na construção depois do dia em que fez aquele voto e tem problema na coluna até hoje. (?????) rsrs..........

OBRA COM O IR. JULIO SCAVASSA ( "IR. LEONARDO") - DEUS DAS SURPRESAS!


O Irmão Julio scavazzi, Ancião da vila Alpina, os irmãos conhecem? Foi levantado de porteiro direto para ancião. Quando era novo de ministério ele trabalhava fornecendo roupas para sacoleiras, as mulheres vendiam as mercadorias e no dia combinado ele passava só para receber.
Um dia ele estava com um irmão no seu carro e chegaram no dia combinado na casa de uma irmã. Quando ele parou o carro na frente da casa um menino saiu no corredor e, após ver o irmão Julio, olhou para a porta e falou Mãe, o irmão Julio Scavazzi está aí. A irmã já saiu de dentro da casa tremendo e chorando. Aí o irmão Julio deu um tapa no volante e falou Percebi, a irmã tá sem o dinheiro, ela deve ter vendido e não pagaram ainda pra ela e agora ela esta em desespero.

A irmã veio chegando perto do portão chorando e sem descer do carro o irmão Julio falou Irmã, pode ficar em paz, eu sei que a irmã vendeu e não te pagaram, mas pode ficar em paz, filha, porque eu passo no outro mês! E a irmã falou O seu dinheiro tá aí, já tá separado, não to chorando por causa disso, eu to chorando porque o meu filho é mudo de nascença e as primeiras palavras que ele falou foi "Mãe, o irmão Julio Scavazzi está aí". Bom sinal para um ancião no princípio do exercício do ministério, não?

Meu Deus! E Mais uma obra de mudo que Deus libertou! Todas as obras tem gosto de novidade, não? Todas são tão diferentes! O repertório de Deus nunca acaba!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...