terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

ABORTO PODE-SE FAZER OU NÃO?




No Antigo Testamento, a Bíblia se utiliza das mesmas palavras hebraicas para descrever os ainda não nascidos, os bebês e as crianças. No Novo Testamento, o grego se utiliza, também, das mesmas palavras para descrever crianças ainda não nascidas, os bebês e as crianças, o que indica uma continuidade desde a concepção à fase de criança, e daí até a idade adulta. A palavra grega brephos é empregada com freqüência para os recém-nascidos, para os bebês e para as crianças mais velhas (Lucas 2.12,16; 18.15; 1 Pedro 2.2). Em Atos 7.19, por exemplo, brephos refere-se às crianças mortas por ordem de Faraó. Mas em Lucas 1.41,44 a mesma palavra é empregada referindo-se a João Batista, enquanto ainda não havia nascido, estando no ventre de sua mãe.

Aos olhos de Deus ele era indistinguível com relação a outras crianças. O escritor bíblico também nos informa que João Batista foi cheio do Espírito Santo enquanto ainda se encontrava no ventre materno, indicando, com isso, o inconfundível ser (Lucas 1.15). Mesmo três meses antes de nascer, João conseguia fazer um miraculoso reconhecimento de Jesus, já presente no ventre de Maria (Lucas 1.44).

Com base nisso, encontramos a palavra grega huios significando "filho", utilizada em Lucas 1.36, descrevendo a existência de João Batista no ventre materno, antes de seu nascimento (seis meses antes, para ser preciso).

A palavra hebraica yeled é usada normalmente para se referir a filhos (ou seja, uma criança, um menino etc.). Mas, em Êxodo 21.22, é utilizada para se referir a um filho no ventre. Em Gênesis 25.22 a palavra yeladim (filhos) é usada para se referir aos filhos de Rebeca que se empurravam enquanto ainda no ventre materno. Em Jó 3.3, Jó usa a palavra geber para descrever sua concepção: "Foi concebido um homem! [literalmente, foi concebida uma criança homem]". Mas a palavra geber é um substantivo hebraico normalmente utilizado para traduzir a idéia de um "homem", um "macho" ou ainda um "marido". Em Jó 3.11-16, Jó equipara a criança ainda não nascida ("crianças que nunca viram a luz") com reis, conselheiros e príncipes.

Todos esses textos bíblicos e muitos outros indicam que Deus não faz distinção entre vida em potencial e vida real, ou em delinear estágios do ser – ou seja, entre uma criança ainda não nascida no ventre materno em qualquer que seja o estágio e um recém-nascido ou uma criança. As Escrituras pressupõem reiteradamente a continuidade de uma pessoa, desde a concepção até o ser adulto. Aliás, não há qualquer palavra especial utilizada exclusivamente para descrever o ainda não nascido que permita distingui-lo de um recém-nascido, no tocante a ser e com referência a seu valor pessoal.

E ainda, o próprio Deus se relaciona com pessoas ainda não nascidas. No Salmo 139.16, o salmista diz com referência a Deus: "Os teus olhos me viram a substância ainda informe". O autor se utiliza da palavra golem, traduzida como "substância", para descrever-se a si mesmo enquanto ainda no ventre materno. Ele se utiliza desse termo para se referir ao cuidado pessoal de Deus por ele mesmo durante a primeira parte de seu estado embrionário (desde a nidação até as primeiras semanas de vida), o estado antes do feto estar fisicamente "formado" numa miniatura de ser humano. Sabemos hoje que o embrião é "informe" durante apenas quatro ou cinco semanas. Em outras palavras, mesmo na fase de gestação da "substância ainda informe" (0-4 semanas), Deus diz que Ele se importa com a criança e a está moldando (Salmo 139.13-16).

Outros textos da Bíblia também indicam que Deus se relaciona com o feto como pessoa. Jó 31.15 diz: "Aquele que me formou no ventre materno, não os fez também a eles? Ou não é o mesmo que nos formou na madre?"

Em Jó 10.8,11 lemos: "As tuas mãos me plasmaram e me aperfeiçoaram... De pele e carne me vestiste e de ossos e tendões me entreteceste".

O Salmo 78.5-6 revela o cuidado de Deus com os "filhos que ainda hão de nascer".

O Salmo 139.13-16 afirma: "Pois tu formaste o meu interior, tu me teceste no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste... Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado, e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos me viram a substância ainda informe".

Esses textos bíblicos revelam os pronomes pessoais que são utilizados para descrever o relacionamento entre Deus e os que estão no ventre materno.

Esses versículos e outros (Jeremias 1.5; Gálatas 1.15, 16; Isaías 49.1,5) demonstram que Deus enxerga os que ainda não nasceram e se encontram no ventre materno como pessoas. Não há outra conclusão possível. Precisamos concordar com o teólogo John Frame: "Não há nada nas Escrituras que possa sugerir, ainda que remotamente, que uma criança ainda não nascida seja qualquer coisa menos que uma pessoa humana, a partir do momento da concepção".[1]

À luz do acima exposto, precisamos concluir que esses textos das Escrituras demonstram que a vida humana pertence a Deus, e não a nós, e que, por isso, proíbem o aborto. A Bíblia ensina que, em última análise, as pessoas pertencem a Deus porque todos os homens foram criados por Ele.

E se você já fez um aborto?

Você já fez um aborto? Onde quer que se encontre, queremos que você saiba que o perdão genuíno e a paz interior são possíveis, e que uma verdadeira libertação do passado pode ser experimentada.

Deus é um Deus perdoador:

"Porém tu [és]... Deus perdoador, clemente e misericordioso, tardio em irar-te, e grande em bondade" (Neemias 9.17b).

"Pois tu, SENHOR, és bom e compassivo; abundante em benignidade para com todos os que te invocam" (Salmo 86.5).

Aliás, Deus não apenas perdoa, Ele, de fato, "esquece":

"Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro" (Isaías 43.25).

Você poderá encontrar perdão agora mesmo simplesmente colocando sua confiança em Jesus Cristo. Você pode confiar nEle, virando as costas para os caminhos que você tem seguido, reconhecendo e confessando seus pecados a Ele, e voltando-se para Cristo com a confiança de que através do Seu poder, Ele haverá de lhe conceder perdão e uma nova vida. Se você deseja ter seus pecados perdoados, se deseja estar livre da culpa, se quer ter nova vida em Cristo, se quer conhecer a Deus, e se você sabe que é amada por Ele, sugerimos a seguinte oração:

Querido Deus, eu confesso o meu pecado. Meu aborto foi coisa errada e eu agora venho à Tua presença em busca de perdão e de purificação. Peço que não apenas me perdoes esse pecado, mas que me perdoes todos os pecados de minha vida. Eu aceito que Jesus Cristo é Deus, que Ele morreu na cruz para pagar a penalidade pelos meus pecados, que ressuscitou ao terceiro dia, e que está vivo hoje. Eu O recebo agora como meu Senhor e Salvador. Eu agora aceito o perdão que Tu providenciaste gratuitamente na cruz e que me prometeste na Bíblia. Torna o teu perdão real para mim. Eu peço isso em nome de Jesus. Amém.

Fonte: www.chamada.com.br

VÍDEO COM CENAS FORTÍSSIMAS DE CRIANÇAS ABORTADAS - UM VERDADEIRO INFANTICÍDIO.

PAULO E TIAGO ESTÃO SE CONTRADIZENDO? NÃO!


Tiago e Paulo estariam em contradição se estivessem falando da mesma coisa, mas há várias indicações no texto de que não foi este o caso. Paulo está falando da justificação perante Deus, ao passo que Tiago está falando da justificação perante os homens. Isso se evidencia pelo fato de que Tiago enfatiza que devemos "mostrar" (2:18) a nossa fé. Tem de ser algo que possa ser visto pelos outros em "obras" (2:18-20).
Tiago reconheceu que Abraão foi justificado perante Deus pela fé, não por obras, ao dizer: "Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça" (2:23). Quando ele acrescenta que Abraão foi justificado "por obras" (v. 21), ele está falando do que Abraão fez que podia ser visto pelas pessoas, ou seja, do oferecimento de seu filho Isaque no altar (2:21-22).
Paulo, por sua vez, está destacando a raiz da justificação (a fé), enquanto Tiago está destacando o fruto da justificação (as obras). Ambos, porém, reconhecem essas duas coisas. Logo depois de afirmar que somos "salvos pela graça, mediante a fé" (Ef 2:8-9), Paulo rapidamente acrescenta: "somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas" (Ef 2:10). De igual modo, logo depois de declarar que "não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou" (Tt 3:5-7), Paulo compele "os que têm crido em Deus [que] sejam solícitos na prática de boas obras" (Tt 3:8). A relação entre Paulo e Tiago pode ser resumida da seguinte maneira:

PAULO
Justificação perante Deus
A raiz da justificação
Justificação pela fé
A fé como produtora de obras

TIAGO
Justificação diante dos homens
O fruto da justificação
Justificação pelas obras
As obras como aprova de que há fé

( Norman Geisler )

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO, O QUE É ISSO?


A blasfêmia contra o Espírito Santo não está explícito na Biblia, não sabemos com certeza qual é e quando a pessoa o comete, todavia muitos entendem inclusive eu, que o mesmo é o pecado de heresia. Adoto essa posição pelo seguinte fato:
É um pecado esporadicamente cometido pelo povo comum, pois esse pecado é mencionado em Mateus capitulo 12 e nesse contexto Jesus estava entre os lideres religiosos da época, que conhecendo as Escrituras, sabiam que Jesus era o Messias, mas para não perder o privilégio da liderança, preferiram *conscientemente* dizer que Jesus tinha demônio ( Mc 3:20-30 ):

Apesar de tudo, até muitos dos principais *creram nele*; mas não *o confessavam* por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga. *Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus*. ( Jô 12:42,43 )

E os escribas, que tinham descido de Jerusalém, diziam: Tem Belzebu, e pelo príncipe dos demônios expulsa os demônios. ( Mc 3:22 )

Esse pecado é mencionado em Hebreus:

Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, e recaíram [ desviarem-se ], sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério. ( 6:4-6 )

Pois estes crentes tinham provado as virtudes celestiais, MAS NEGARAM ISSO, e negavam o sacrifício salvífico, então da graça [do favor imerecido] tinham caído.

Eram judeus que se tornaram cristãos mas voltaram ao judaísmo e negaram a Cristo, mesmo tendo a evidência real de que Jesus era/é o MESSIAS, cometendo assim um pecado de heresia.

Outra coisa, e devemos levar em consideração, para os tempos atuais:

Se eu tenho conhecimento que Deus perdoa o que peca, mas nego isto porque prefiro ficar ao lado da tradição e dos líderes da sinagoga, corro sério risco de estar blasfemando.

Uma pessoa que persiste no pecado, mesmo depois de advertida biblicamente, orientada com todo carinho; pastoreada, convencida do pecado e mesmo assim ela insiste EM VIVER UMA VIDA DISSOLUTA e não dá importância as coisas de Deus ela poderá estar cometendo este pecado,

É a respeito dos tais, que não dão importância à Palavra de Deus, que João diz estarem pecando PARA (e não DE) morte, e ai não recomenda que se ore, mas não proíbe também que se faça.

Uma mãe sempre fará por seu filho, seja ele o que for, mas a congregação não está obrigada a fazê-lo.

Resposta elaborada pelo meu irmão em Cristo Alceu, tendo alguns acréscimos da minha parte.

Deus vos abençoe!

domingo, 6 de fevereiro de 2011

TESTEMUNHO - ( IR. NORI ) - postei apenas devido a saudade de ver ele contar obras e pregar a Palavra!


É uma pena que eu não lembro os pormenores das obras que ouvi do ir. Nori, ancião do Japão qdo esteve congregado conosco a muitos anos atrás, obras apostólicas, obras que muitos que dizem cristão titubeia em crer, mas ao ler o que o "ir. Leonardo"
escreveu a uns dois anos atrás, achei por bem por um breve relato desse homem de Deus em meu blogger, pois muitos irmãos do Japão frequentam meu blogger, e eles saberão que mesmo tão distante no corpo, fazemos parte do corpo cuja cabeça é Cristo.

Esse irmão, hoje ancião no Japão, teve o privilégio de provar um milagre assim como Filipe teve ao ser arrebatado de um lugar para outro, mas no caso do irmão Nori, ele estava em seu trabalho, qdo foi arrebatado do Japão para o Brasil, assistiu o culto inteiro, e qdo o Senhor o levou de volta, tinha passado apenas 5 minutos, e qdo ele ligou para o Brasil ele descreveu tudo sobre o culto e os irmãos confirmaram perfeitamente, COISA LINDA, NE!?

MAS ESSE HOMEM SOFREU MUITO TBM, quer ver obras? passa prova!

-----
PÁGINA DAS BOAS LEMBRANÇAS, "Ir. Leonardo" contou:


Uma igreja no meio de uma favela...

Voltei agora no tempo e me lembrei de um culto em que eu estava no km. 21 Vila Municipal quando ainda era uma salinha no meio da favela de Carapicuíba. Lembro-me de um irmão Japonês que estava se despedindo porque Deus o mandou embora para o Japão. Ele testemunhou e contou que sua família era muito tradicional na cultura japonesa e quando ele obedeceu a Deus foi espancado pela sua família, jogado no chão da rua e a sua própria mãe chutou e pisou no rosto dele, e ele ensangüentado, chorando disse para a mãe que não tinha raiva dela e que tinha fé que um dia ela alcançaria a mesma sorte. Ele testemunhou e pediu para a igreja orar para ele porque não sabia o que Deus queria com ele no Japão. Depois da testemunhança o irmão Adhemar (cooperador) insistiu muito e Deus deu a palavra para o irmão japonês.

Lembro a palavra a te hoje: a arca de Noé, e eu me lembro como hoje aquela exortação com sotaque japonês "Graça de Deus igual arca. Naquele tempo Deus trouxe os bichos. Hoje Deus traz povo. Tinha na arca o corvo. Corvo é aquele que vem, come palavra, mas quando abre porta vai embora e não volta, vai atrás de carniça. Na arca tem pomba. Pomba nunca vai embora, traz no bico o ramo da paz e repousa pés na arca. Na arca tem cobra. Cobra? É, arca tem cobra também. Cobra não para língua na boca. É irmão que tem veneno na língua pra matar seu irmão. Na arca tem tudo, mas quando a arca que é graça repousar no monte, filho de Deus vai abrir e separar puro do impuro". Que Terrível! Amamos muito e oramos pelo irmão que atravessaria o mundo. Só não sabíamos que ele seria e foi levantado o primeiro ancião do Japão. É mole?

ACHO QUE É POSSÍVEL APRENDER MAIS ALGUMA COISA, NÃO É AMADOS? rs..

Deus vos abençõe!

TESTEMUNHO ( BUSCA DE DONS TERMINOU EM BATISMO ) - OH, GLÓRIA, COISA LINDA SENHOR!


Uma surpresa no culto

Culto inesquecível: km 18, Osasco, domingo à noite, busca de dons, Hermelindo de Cabriúva atendendo. Depois de ler a palavra o Hermelindo chamou o ancião da igreja perto da grade do púlpito e conversou com ele alguns minutos, aí voltou para o microfone e falou: olha, irmandade, esse culto é um culto de busca de dons, mas teve um batismo nessa igreja de manhã e os irmãos ainda não esvaziaram o tanque. E sobrou um monte de roupa limpinha, passada, para quem quiser se batizar. Eu senti e conversei com ancião daqui da igreja e ele também sentiu.

Ta confirmado. Essa busca de dons acabou de virar um serviço de batismo, vai subir um irmão aqui em cima e eu estou indo para as águas. É você não veio de manha por que não quer batizar, mas veio agora porque dom você quer, NE, folgado? Mas Deus cercou o teu caminho e você sai daqui de dentro hoje batizado, e se Deus quiser cumprir o teu desejo você sai daqui até mesmo selado com a promessa. Bem... O resto nem dá pra contar... O grito já começou ali. Numa busca de dons Deus chamou mais ou menos 17 almas na graça. Viva a liberdade do Espírito de Deus! Amo o elemento surpresa: o repertório de Deus nunca acaba!

Louvado seja Deus, saudades do "ir. Leonardo" e das obras que contava!

TESTEMUNHO ( SURDO OUVIU, MUDO FALOU ) - "IR.LEONARDO"


Lá em Itapetininga, há alguns anos atrás, havia uma irmã que só ela era crente na sua casa, o marido vinha de uma família rica de fazendeiros e um dia falou para ela É o seguinte, você que ir nesta igreja que você arrumou você vai, eu não vou te impedir, mas não me vem com esse negócio de conversinha que eu tenho que ser crente por que eu já tenho a minha religião e na religião que eu nasci que quero morrer. A irmã falou Ta bom, meu velho do jeito que você quiser fazer você faz.

E os filhos eram todos pequenos e havia um menino, o Celso, que era surdo e mudo de nascença e tinha uma mão atrofiada; e as pontas dos dedos desta mão eram coladas no antebraço. E um dia a irmã tava lavando roupa no tanque no quintal e ouviu uma voz de criança atrás dela Mãe a senhora já se arrumou para ir na igreja? E ela respondeu Não mas já vou me arrumar. Só que ela pensou que era o Carlos que estava falando mas ela olhou e viu o Carlos brincando com sua irmã na porta da cozinha. Então ela virou para traz e viu o Celso (o menino que era mudo) para diante dela. Então ela falou O que você disse? e o menino repetiu A senhora já se arrumou para ir na igreja? E a mulher disse Fala mãe e ele falou Mãe, fala pai e ele falou Pai, e então as crianças que estavam brincando perceberam o que estava acontecendo e vieram correndo pulando e gritando O Celso ta falando! O Celso ta falando!

E aí aquele homem que havia dito que nunca ia ser crente se aproximou para ver o que estava acontecendo e a mulher falou para o menino Fala aleluia e ele falou Aleluia. Fala glória a Deus e ele falou Glória a Deus, e então, acredito eu, aquela mulher deve ter pensado assim: Meu Deus, acabou de acontecer um milagre! Aliás, o milagre foi tão agorinha que eu acho que nem deu tempo do anjo que trouxe o milagre voltar para o céu, então eu vou tentar abusar um pouquinho da boa vontade deste anjo, porque pra quem tem poder de fazer um milagre, pra fazer dois também não custa nada!

Eu imagino que aquela irmã pensou isso por que ela disse assim: Celso, presta atenção, olha pra mim! Eu quero que você fala glória a Deus de novo, só que quando você falar glória a Deus eu quero que você olha para o céu e faz com a sua mãozinha doente assim: glória a Deus...! E ela olhou para o céu e falou olhando para cima e estendendo a mão para o céu. Então o Celso olhou para o céu e falou estendendo a mão: Glória a Deus! E NO GESTO DEUS LIBERTOU O MENINO NA HORA.

E família toda pulando e glorificando (quem que aguenta uma coisa desta?) e o homem que falou que nunca ia ser crente endoidou: Começo a pular e dizer Eu quero ser crente! Eu tenho que me batizar! Bateu um desespero tão grande no homem que eu acho que se a mulher falasse que para ser crente ele tinha que batizar no tanque que ela tava lavando o homem teria pulado de cabeça dentro do tanque com roupa e tudo. E Olha, pra quem falou que nunca ia ser crente, o homem virou um velho crentão que dá gosto!

Estão lá na congregação do Bairro rio branco em Itapetininga, o Celso já ta de cabelo branco, o pai (irmão Antonio) está lá e o Carlos, irmão do Celso, cuida do som nesta congregação.
Eu não sei, irmão, não me julgo ser muito esperto, acho que sou até meio devagar, mas eu penso assim: se até quem era mudo falou e louvou e glorificou, eu acho que nos que temos voz temos mais é que levantar a nossa voz para o céu e DAR GLÓRIA A DEUS.

Deus vos abençõe!

TESTEMUNHO ( DEUS SABE TUDO, CUIDADO! ) - CONTADO PELO 'IR. LEONARDO"


Essa não dá para esquecer. Um dia fui com o Fernando de Bauru (que agora atende na 'tenda' em Assis-SP) na casa da irmã Abigail na Freguesia do Ó. Estávamos orando com a família e o dono da casa estava na maior virtude do mundo: "Glória a Deus, Aleluia".
Aí Deus tomou o Fernando e falou: Glória a Deus, Aleluia???? tem crente que parece tatu, anda com a gordura escondida debaixo do casco. Quando os servos de Deus vem orar aqui o irmão fala glória a Deus e aleluia, mas quando os servos de Deus não estão aqui, com essa mão você bateu nesta serva, com esse pé você chutou ela e com essa boca você blasfemou do que eu falei na boca dela, por isso te diz Deus: com essa mão você nunca mais bate em ninguém, com esse pé você nunca mais chuta ninguém e com essa boca você nunca mais blasfema de mim.

Aí aconteceu que passado alguns dias deu três derrames seguidos no coitado do irmão, travou a perna, o braço e entortou a boca, não conseguia mais falar, só falava "de-de-da" e passou a ser o apelido dele: de-de-da. Depois disso o Fernando ficou com remorso de ver o homem naquela situação e trouxe o irmão Expedido (profeta do interior) sem contar nada para ver se Deus revogava a sentença na boca dele. Vieram na casa e quando o irmão expedito passou pelo batente e viu o de-de-da sentado no sofá olhou para ele e falou "Isto que eu te fiz ainda é pouco pelo que você fez com a minha serva".

Aí, pronto! O homem foi chamado pra revogar a sentença mas deixou uma sentença maior ainda! aí passou uns dias o de-de-da foi internado e estávamos orando na Vila Rica na casa da irmã Antonia e a irmã Iracema de Itapetininga pregou para a irmã Abigail: aquele que não tá aqui Deus não quer mais. De onde ele está ele não volta nunca mais. E o de-de-da saiu do hospital já entubado de algodão, vestido de terno com as mãos cruzadas e todo enfeitado com cravos e margaridas. A Irmã Abigail Deus já a recolheu mas o filho dela, irmão Claudinei, é coop. jovens em Sto. Amaro e é genro do irmão Zezé, ancião da vila Castelo-Bairro Sto.Amaro

Cuidado com teus atos, o dom de Deus existe, e nenhuma criatura está encoberta diante Deus, antes todas as coisas está nuas e patentes aos olhos Daquele em quem temos que prestar contas CUIDADO!

ARREPENDA-TE, HUMILHE-SE AOS PÉS DO TEU CRIADOR, PARA QUE NÃO TE SUCEDAS ALGO PIOR.

Deus vos abençõe!

TESTEMUNHOS ( casa da ir(a) Antônia ) - CONTADOS PELO "IR. LEONARDO" DE SÃO PAULO.


E a casa da irmã Antônia da vila rica (região da freguesia do ó, SP ); alguém sabe como aquela casa se tornou uma casa de oração? o Casal irmã Antonia/irmão Benedito estavam firmes porem o filhos batizados haviam parado e os que não eram batizados não queriam saber de nada. E ia o casal orando, chorando e buscando sozinhos. Um dia estavam buscando a Deus junto com o irmão Francisco (Chicão) do limão.

O irmão Francisco foi no meio da sala e chamou o casal. Eles vieram e, ao pegar nas suas mãos, disse: Vocês esperam uma obra de Deus dentro da vossa casa, mas para Deus operar essas obra ele precisa quebrar ossos. E ele pergunta: Vocês estão preparados para eu entrar na casa de vocês quebrando ossos? O casal pulou e falou: Amém, senhor, quebra mesmo! Faça a sua obra! Aleluia! Bem, o pequeno detalhe é que o casal tava firme na graça por isso achou que seriam os filhos rebeldes que seriam quebrados. Aconteceu apenas o contrário: o irmão Benedito vinha calmamente dirigindo o seu fusquinha na via rápida e teve um derrame no volante, perdeu o controle do carro, bateu o fusca em uma pedra e entrou em coma na hora com fratura e traumatismo craniano.
A irmã Antônia quebrou as duas clavículas, quebrou seis costelas e duas costelas perfuraram os dois pulmões. Ficaram os dois na UTI, e o irmão Dito ficou três meses em coma, os médicos disseram que nenhum dos dois iriam viver. Interessante os caminhos de Deus, não? Deu havia falado na boca do irmão Chicão que para fazer a obra com a casa teria que quebrar ossos. E quebrou mesmo.
E sabem o que aconteceu? Os filhos que estavam parados voltaram a congregar e viraram crentão do dia pra noite e os que não eram batizados correram para o batismo e "tibum" na água (como diz o Hermelindo) e já saíram das águas de joelho pedindo pra Deus não levar o pai e a mãe. Enfim, no modo de Deus, sempre dá certo.

Aí parecia que faziam vista grossa, que não percebiam que toda noite tinha até três, quatro orações na casa da irmã Antonia. Vimos O dito sair do hospital, voltar a tocar o seu instrumento, e o terrível é ver a mulher toda quebrada quando tomada de Deus manifestar o poder da linguagem e da visão que faz com que o rei do inferno fique calado e escondido atrás do seu trono coçando sarna e catando piolho.

E é lógico que nisto Deus é glorificado, porque sendo nós pó, fracos, arrebentados e aí de nós se não houvesse o mesmo poder no sangue do justo para nos justificar e salvar todos os dias. Somos nada, e apenas isso. nada. Mas nisso reside a glória de Deus, porque o inimigo ousou desafia-lo e Deus não se permitiu colocar a mão nele: autorizou que o um anjo o lançasse lá de cima e aqui na terra ele mostra para o adversário por que não aceitou um combate direto com ele. Ora: já está provado por a+b que o homem não é nada. E se, mesmo não sendo nada, Deus nos dá a graça de pisar na cabeça da serpente, então através da nós, Deus está mostrando para o demônio que ele é menos que nada!

Deus vos abençõe!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...