sexta-feira, 22 de outubro de 2010

TESTEMUNHO - DOIS IRMÃOS LIBERTOS E MÃE SE CONVERTE. ( IR. JOSÉ LUIZ )


Recebi esse testemunho em meu e-mail,e crendo que o autor é frequentador do meu blogger, resolvi postar essa maravilha, pois meu objetivo é louvar a Deus pelos Seus feitos, Seus milagres.

Deus te abençõe ir. José Luiz. Abração fraternal!

A paz de Deus

Meu nome é João Luiz, ainda não fui chamado ao batismo, mas estou a espera que Deus faça o chamado.
Não sou muito bom em escrever mas vou contar os milagres que Deus fez na minha vida e na vida da minha família.
Decorria o ano de 92/93 quando foi diagnosticado que eu tinha câncer, tinha eu na altura apenas 5 quase 6 anos de idade, os médicos disseram que seria difícil a cura, a minha mãe quando soube ficou completamente desorientada e sem saber o que fazer, visto que ela ainda não se tinha entregado-se ao Senhor, ela não tinha uma fortaleza.
Levei a ser tratado no Hospital Erasto Gaertner em Curitiba, enquanto decorria meu tratamento, meu irmão também adoeceu, com meningite, ele tinha um aninho de vida, ja tinha perdido a visão e estava em estado muito grave.
Viemos de Curitiba e estávamos nós em nossa cidade natal, Paranavaí; quando o médico que estava a acompanhar meu irmão disse para minha mãe o seguinte: "Olha mãe, já fiz tudo que podia pelo seu filho, entrega tudo nas mãos de Deus, dou mais 24h de vida a ele"
Nesse instante parecia o fim para minha mãe, um filho com câncer e outro com meningite, ela disse que só perguntava a Deus o por que isso estava acontecendo com ela, nesse mesmo dia uma tia que é da congregação levou uma Bíblia a minha mãe e disse para ela buscar a palavra e confiar em Deus.
Ela fez isso, mas ela não acreditava, pois sempre que ela abria a Bíblia aparecia em Jó, ela sabia que a história de Jó tinha sido muito triste e não queria ler de jeito nenhum.
Até que ela teve coragem para o fazer, a parte que ela leu dizia assim: "Ainda reténs a tua integridade? Blasfema de Deus, e morre. Mas ele lhe disse: Como fala qualquer doida, assim falas tu; receberemos de Deus o bem, e não receberemos o mal?".
Nesse instante ela dobrou seu joelho e orou.
Durante a noite Deus visitou seus sonhos e lhe disse: "Dos teus dois filhos, curarei os dois, e nenhum deles ficara com nenhuma sequela da doença que tem".
Passadas às 24h que o médico tinha dado de vida ao meu irmão, aconteceu o primeiro milagre de Deus em nossa vida, ele se curou daquela doença, e uns meses mais a frente aconteceu o segundo milagre, eu fiquei livre do câncer, hoje tenho 23 anos de idade e meu irmão 18, somos os dois saudáveis graças a Deus e a minha mãe se batizou pouco tempo depois que Deus operou essas obras na vida da nossa família.

A paz de Deus e nunca se esqueçam que Deus é milagroso, ele não nos da uma prova maior do que a que possamos aguentar.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

TESTEMUNHO - SE FIZER COMPROMISSO COM DEUS, PAGUE! ( IR. ODILON )


A paz de Deus.

Outra obra linda que o Senhor fez, essa Deus operou com o ir. Odilon da minha city; ele a muito tempo queria vender um barco que tinha, mas sempre os que iam ver, gostava do mesmo mas na hora de fechar o negócio abaixava o preço e sempre não dava certo.
Mas um dia ele em comunhão com Deus, orou ao Senhor e disse:

- Senhor se até a amanhã se eu vender esse barco pelo preço que estou pedindo pois preciso do dinheiro, a comissão que era para o corretor fica para a obra de Deus!

Deus é Deus; Ele prova os corações e da a cada um segundo suas obras. LOUVADO SEJA DEUS!

No outro dia Deus preparou que um homem foi e comprou o barco pelo preço que o ir. Odilon pediu, no qual era de R$ 4.000,00; e o interessante que antes o comprador perguntou como ele queria receber, e o irmão disse que se possível naquela hora, de preferência em dinheiro enrolado em um elástico.

ALELUIAAA. O homem colocou a mão no bolso e entregou-lhe o dinheiro, E ESTAVA ENROLADO NUM ESLATICO, ESSES DE BANCO. Ele depois disso teve que viajar as pressas para são Paulo para fazer compra pra sua lojinha.
Mas precisava daqueles 4.000 reais, mas como tinha feito o voto que a comissão era para a obra de Deus, entregou para a obra do Senhor!


Passados 3 dias mais ou menos, na virada da tarde para a noite chegou um comerciante da nossa cidade, e chamando-o pediu pra que entrasse no seu veiculo, pois queria conversar com ele. Perguntou sobre a sua lojinha de produtos tipo 1,99 que ele inaugurou, e papo vai e papo vem, de repente, coloca a mão no bolso e tira uma importância e dá de presente a ele, assim do nada!

Mas ele compreendeu, que Deus não precisa do nosso dinheiro, ele só testa a nossa fé e a nossa obediência, e pra mostrar que Deus sempre devolve com juros e bênçãos, a importância era 3 vezes mais do que ele tinha dado na obra de Deus.

Louvado seja :Deus!

Mas nem sempre foi assim, contou ele pra nós depois do culto, que anos atrás ele indo congregar, isto faz mais de 14 anos; por ser cabeleireiro ele estava com mais de um salário mínimo na carteira.
E durante o culto Deus tocou em seu coração para dar uma importância daquele dinheiro na obra de Deus, mas ele endureceu o coração e foi embora e não colaborou. Era uma importância simbólica, como se fosse R$ 50,00 em relação ao salário de R$ 510,00.

E pra surpresa dele, durante o trajeto da igreja à sua casa, ele veio a perder a carteira; no outro dia foi até a radio local pra pedir pra anunciar que quem encontrasse a carteira, devolvesse, pois os seus documentos, cartão de banco, cheque estavam na carteira; qdo chegou até a radio a primeira coisa que ele viu foi sua carteira sobre o balcão, com tudo dentro, menos o dinheiro!

E hoje ele aprendeu a lição, mais vale dar do que receber, ele tinha sobejando e se Deus toca pra colaborar na obra é pq tem os necessitados em nosso meio que precisa ser suprido pela obra da piedade.

Assim sejamos fiéis a Deus e Ele tudo nos suprirá!

Deus abençoe a todos! Abração fraternaL!

TESTEMUNHO - O HOMEM NÃO TEM, MAS DEUS PREPARA! ( IR. VALDINEI )


A paz de Deus

Ontem congregado em minha comum ( 20/10/2010 ) tive a oportunidade de ouvir mais um operar de Deus, nosso irmão Valdinei de Sorocaba/SP.contou que seu carro veio a dar problema e tinha que fazer o motor totalmente, mas fazer como?
Afinal o servo de Deus não tinha dinheiro, mas como precisava do carro, pois era teu instrumento de trabalho, mandou fazer o motor do seu carro, de inicio o orçamento ficou em R$ 3.000,00 mas com o andamento do serviço, acabou ficando em R$ 4.000,00
Mas ele como tinha o que fazer, dizia que o que importava era Deus dar saúde para trabalhar que ele parcelaria a divida, se virava, mas dava um jeito de quitar, mesmo que em muitas prestações, mas sem o carro não podia ficar.

Mas o que ele não esperava era que Deus estava velando por ele!

E um dia chegando na empresa, um senhor veio conversar com ele e perguntou: - Valdinei, fiquei sabendo que teu carro precisou fazer o motor? – Sim, fazer o que!? Preciso do carro para trabalhar! Respondeu o irmão.
Aquele senhor, virou pra ele e disse: - Pode trazer a nota do conserto que eu pagarei pra vc! ALELUIAAAAA!

Não perguntou o valor, e nem era seu irmão na fé. Mas Deus conhece os Seus, e mais uma vez posso dizer: NUNCA VI UM JUSTO DESAMPARADO E NEM A SUA DESCENDECIA MENDIGAR O PÃO!

Muitas são as aflições do justo, mas Deus a livra de todas!

Deus vos abençõe!

domingo, 17 de outubro de 2010

CCB e o uso do VÉU - Assim tbm creio. ( Fundamentado na Bíblia ).





O FUNDAMENTO DO USO DO VÉU :


O assunto do uso do véu pelas irmãs deve, não só ser aplicado, pois, também envolve o interesse Divino em que seus filhos “saibam”( I Cor. 11.3 ) da importância da figura ou significado existente em 1º Cor.11.1-16, e o que isso representa para Deus, para os anjos, à igreja e para a doutrina apostólica, pelo fato de escrever tal ensino ocupando mais da metade do capítulo onze, tratando somente do assunto, o ato do homem “descobrir” a cabeça, enquanto a mulher “cobre” a sua, o que isso representa ? Afinal, na concepção Divina, o que estamos dizendo ou proclamando quando obedecemos ou desobedecemos tal mandamento? – É isso mesmo o que veremos logo a seguir.

Antes de examinarmos 1º Cor. 11.1-16, devemos tomar cuidado, pois que tal epístola também é estendível aos Cristãos de todos os lugares, 1º Cor. 1: 1-2, (ARC-ARA-NTLH). Caso o contexto acima apontado esteja obscuro, que venha a dificultar o entendimento para algum irmão, irei expôr aqui , uma tradução de fácil compreensão,isto é,a Nova Tradução na Linguagem de Hoje : “ Eu, Paulo, que fui chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Cristo Jesus, escrevo, junto com o irmão Sóstenes, esta carta à igreja de Deus que está na cidade de Corinto. Escrevo a todos os que, pela sua união com Cristo Jesus, foram chamados para pertencerem ao povo de Deus. Esta carta é também para aqueles que em todos os lugares adoram o nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso” (1º Cor.1:1-2, Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH – SBB ) .

Assim, a devida carta não era "exclusiva" aos cristão de Corinto, mas era estendível aos Cristãos de TODOS os lugares.

Vs.1-2. – Nos versos 1-2, Paulo apresenta a necessidade de imitarmos o apóstolo em seu zelo de seguir a Cristo e seu ensino, devemos imitá-lo, fazer como ele. Exortando ainda, deu-lhes o dever de “reter” (segurar firme, não abrir mão)dos“preceitos ou tradições”(gr. paradosis = tradição ), que é o mesmo que “receber e transmitir ensinamentos à geração seguinte”; assim, ele recebeu do Senhor e transmitiu à igreja.
V. 3 – Principiando a aplicação do ensino, Paulo, sob a atuação do Espírito Santo, revela que a vontade de Deus é que “saibamos”, isto é, não sejamos “ignorantes” do significado daquilo que o Senhor havia ordenado. O primeiro significado importante, é o simbolismo do vocábulo “cabeça”(gr. kephalê ): - “ Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão, a cabeça da mulher, e Deus ,a cabeça de Cristo”. Neste simbolismo de “cabeça”, se entende e interpreta por "chefia" ou “autoridade “, assim, Cristo é a “autoridade”(cabeça) do homem, o homem “autoridade” (cabeça) da mulher, e Deus é a “ autoridade”(cabeça) de Cristo.

V.4 - Nesse verso, é ensino do Espírito Santo, que “todo homem que ora ou profetiza tendo a cabeça coberta, desonra a própria cabeça”. Sendo, portanto , “cabeça” figura de “autoridade”, o homem cobrindo-a, estará “cobrindo” ou “escondendo” no culto, aquele que exerce autoridade sobre si, isto é, CRISTO ; estará proclamando(simbolicamente) que a autoridade dEle não está sendo reconhecida ali; expondo-o à “desonra”(gr.kataischunõ = confundir, humilhar, desonrar, envergonhar). Com esse ato, pergunto : - Quem estará exercendo a autoridade no culto se, simbolicamente, essa autoridade está “coberta, escondida” ?
Certamente a resposta por trás desse ato é que há uma “outra”(gr. heteros) autoridade “descoberta” na igreja que não seja a de Cristo. Assim, é bom voltarmos ao verso 3 e lermos, “ mas quero que saibais” !
Vs. 5-6 – Dando prosseguimento, nestes versos, o Espírito Santo nos transmite um ensino muito importante, o qual devemos tomar todo o cuidado para que em nada possamos ofender a Deus e sua “Sabedoria” (Cristo). O Senhor, na sua oniciência, não nos deixou um estatuto imperfeito. “ Mas toda mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra sua própria “cabeça” ( v.5); isto é, o “homem” !
Assim, a mulher estará proclamando através desse ato exterior, que está desonrando o homem, sua "cabeça" ou autoridade, tudo isso no culto, que deveria ser para honra e glória de Deus, quem isso afirma é a “Escritura” e não o servo de Deus que faz este comentário ! Então, como anteriormente foi feito uma pergunta sobre quem estaria exercendo a “ autoridade” no culto, a resposta é que, no ato do homem cobrir a sua “cabeça”(autoridade) e a mulher descobrir a sua “cabeça” (autoridade); irrefutavelmente, a própria Escritura está ensinando que “não só” o homem está exercendo sua “autoridade”(cabeça da mulher descoberta), mas a mulher está manifestando a sua própria “glória”( v.14) , enquanto a autoridade de Cristo e glória de Deus que deveria ser “descoberta e manifestada”, foi coberta, ocultada!

Ficaria incompleta esta matéria, se não fosse exposta aqui uma questão : - “ Quando o homem está com a sua cabeça “descoberta” e da mesma forma a mulher se apresentar com a cabeça “descoberta” na reunião de adoração, fica claro que, duas cabeças estão descobertas, assumindo ( figurativamente) a autoridade na igreja” !! Quanto a isso, Deus deixou claro ao ordenar ao homem descobrir a cabeça e a mulher cobrir a sua . Para a igreja reunida, em culto de adoração a Deus, o Senhor estabeleceu, somente uma "cabeça" (autoridade) sobre a igreja, a de Cristo Jesus, seu Filho amado !
Portanto, prezado irmão, não cubra sua “cabeça” na reunião dos santos, e você irmã, cubra a sua “cabeça” no culto, para que a “autoridade” do homem seja coberta , escondida, diante da supremacia de Cristo, com este ato, você está também cobrindo sua “glória”(cabelo comprido) e somente é manifesta “uma” glória, a de Deus, e somente “uma” autoridade, a de Cristo Jesus, nosso Senhor! Aleluia!

Porém, se a mulher não se cobrir com véu, há o IMPERATIVO que “rape” ou que se “tosquie” ! Esse imperativo é que, pelo fato dela não se cobrir, estará expondo sua “cabeça” (ou autoridade) à vergonha, desonra; assim, “rapando” a cabeça também estará destituída de “glória”(cabelo comprido), tornando assim, como as que rapam a cabeça , significando sem autoridade e sem glória . Destarte, se para ela é coisa indecente o tosquiar-se ou rapar, “que se cubra”, isto é, use véu .

“ Que se cubra ”, no original grego é “ katakaluptesthô ”,cujo verbo é “ katakaluptô ” o qual está na 3ª pessoa do singular, no tempo PRESENTE do IMPERATIVO . Assim, o véu de que aqui se fala não é o “cabelo” do verso 15; pois, presentemente, Paulo não iria ordenar às nossas irmãs a pôr “ cabelo ” (?) quando estavam na reunião de adoração, naquela época, creio eu, não existia “ implante “ de “cabelo” como nos dia atuais ( só se for peruca) . Assim , como o verbo está no modo IMPERATIVO, é uma ordem ou mandato ! Este ensinamento de 1° Coríntios 11. 1-16, contém doutrina para o homem e para a mulher, e se opõe ao que alguns intérpretes sugerem, dizendo ser um “ costume ” puramente oriental.

A Escritura contradiz abertamente esses intérpretes ,ao dizer : “ O homem, pois, não deve cobrir a cabeça” ( gr. ouk opheilei katakaluptesthai ), significa literalmente “ não deve trazer algo sobre ( a cabeça ). “Acompanhado de um advérbio de negação “ouk”, o presente do imperativo proíbe uma ação que está em andamento, ou que está se repetindo, deve cessar, deve acabar ” ! ( Noções do Grego Bíblico – Gramática Fundamental, pág. 269). Obs : Tal mandamento proibe!!!
Quem realmente conhece os costumes do judaísmo e até mesmo entre os muçulmanos, sabem que estou falando a verdade , os ensinos do apóstolo à igreja difere dos costumes da época, aliás , é nova, pois faz parte da “boas novas” . E , por falar em coisa "nova", Na “ Nova Enciclopédia
Barsa, volume 13, pág. 458 [*5] ” no assunto “Talmude”, observa-se os rabinos “lendo”(ensinando) o Talmude com a “cabeça” coberta, como um reflexo de que não reconhecem a “autoridade” (cabeça) Messiânica de Jesus !
Destarte, no “ Dicionário Vine “, que mostra o significado Exegético e Expositivo das palavras do Antigo e Novo Testamento, no vocábulo “ descoberta”, contém as seguintes afirmações :

Descoberta

akatakaluptos, “descoberta” ( fornecido de a, elemento de negação, e katakaluptô, “cobrir”), é usado em I Cor. 11.5,13 (“descoberta”), com referência à injunção proibindo as mulheres estarem sem “véu” ou “ descobertas “ nas reuniões da igreja . || Pouco importando que tipo de cobertura seja, deve estar na cabeça como “ sinal de poderio” ( I Cor.11.10), cujo significado é indicado em 1 Cor. 11.3 no assunto de supremacia , e cujas razões são dadas em 1 Cor. 11.7-9 e na frase “por causa dos anjos”(1 Cor. 11.10), intimando o testemunho e interesse deles naquilo que indica a supremacia de Cristo. As injunções não era nem judaicas, que exigiam que os homens cobrissem a cabeça na oração, nem gregas, pelas quais homens e mulheres ficavam igualmente com a cabeça “descoberta”. As instruções do apóstolo Paulo eram “ mandamentos do Senhor”(1 Cor.14.37) e eram para todas as igrejas ( 1 Cor. 14.33,34) “ . (Dicionário Vine-CPAD, pág. 547) .
OBS: O Dicionário Vine é aprovado pelo “ Conselho de Doutrina da CPAD “ .

Para quem ignora o significado de “injunção” é MAN-DA-MEN-TO !
Em o “Manual da Escola Dominical”(publicação da CPAD) pág. 81, o qual ensina a diferênça entre “ costume e doutrina “ , ensina que um costume é LOCAL mas uma doutrina é GERAL !
Conforme demonstrado no início da matéria a epístola aos Coríntios é estendível aos cristãos de TODOS os lugares; também, demonstrado pelo Dicionário Vine, as instruções do apóstolo Paulo, no assunto supracitado, eram para TODAS AS IGREJAS !!
Como já demonstrado acima pelo “Dicionário Vine”, as mulheres no mundo grego pagão não cobriam as cabeças ( igualzinho nos dias de hoje), nos cultos, e ordena as que estão em Cristo para “cobrir”( v.6).

Ora, a mulher que verdadeiramente está revestida de submissão interior , não se revestirá de submissão exterior ao mandamento Divino ( escreveu sob inspiração) em cobrir a “cabeça” (autoridade) na reunião de adoração ? Outrossim , no mundo oriental judaico e árabe, as mulheres são proibidas ao saírem de casa ( Nova Enciclopédia Barsa , volume 8, pág. 226, vocábulo “ Israel ”) seja onde for, de se apresentar em público com a cabeça “descoberta” ( amostra em figura ).
O Espírito Santo em 1 Cor. 11.1-16, ensina totalmente diferente, quando não estiverem no ajuntamento santo (seja onde for) o cabelo é dado em lugar de véu, ocupando o lugar, não orando ou profetizando ( v.15).

A prova do que estou afirmando? É a Escritura, única fonte da verdade que emana de Deus! Ao ordenar “que ponha o véu”, o verbo“ pôr” está na 3ª pessoa, no modo imperativo do presente, impossível maior clareza! Isso mostra e indica que “antes” de estar no culto, no ajuntamento santo, a mulher se encontrava sem o véu, o cabelo, como diz o texto, estava ocupando o lugar, para isso foi dado em lugar, mas quando ora ou profetiza, “que ponha” o véu, já não é o cabelo, isso já foi esmiuçado anteriormente, assim, a conclusão é : A Escritura não diria " que ponha” se elas viessem de fora com o “véu” (mantilha), mas que “ permaneça ou continue” ! “Katakaluptesthô”, cujo verbo é “katakaluptô”, está no modo imperativo, aqui, ”o modo imperativo expressa uma ordem ou mandato, isto é, MANDAMENTO!
...
Nesta passagem, a vontade apela direta e afirmativamente à outra” ( Noções do Grego Bíblico). O tempo verbal grego koinê PRESENTE , indica que o verbo no caso acima, não está ligado, preso ao passado, mas "que está acontecendo, estado incompleto, em andamento" ( onde ? )

Ps: A presente matéria é para ser examinado, caro irmão, com o acompanhamento da sua Bíblia, pois é Versículo por versículo de I Coríntios 11.1-16.

ENTENDENDO A QUESTÂO DA GLÓRIA
V .7 - Da mesma forma que a mulher tem mandamento de cobrir a "cabeça"(autoridade), o homem tem igual mandamento de “descobrir” a sua "cabeça"(autoridade) por ser “ imagem e glória de Deus” ma a mulher é a “glória do varão”; de fato, a “glória de Deus” não pode ser “coberta” ou “escondida” na igreja, mas descoberta e manifestada ! O ato do homem não cobrir sua cabeça física, é um reflexo espiritual de que a glória de Deus , juntamente com a autoridade de Cristo se faz presente, quando nos reunimos para adorá-lo. Irmãos, o significado do ensino de 1° Cor. 11.1-16, é mui belo e maravilhoso, nos tráz conhecimento daquilo que foi dito no princípio : “ Quero que saibais”(...) .

Vs . 8-9 - Os versos 8 e 9, nos leva de volta à narração da criação, em Gênesis, não para mostrar “superioridade” do varão em relação à mulher; pois, diante de Deus, homem e mulher são iguais em valor, em importância; todos foram comprados pelo mesmo preço de Sangue ( Gl 3.28; I Cor. 12.13),o ensino é que, numa adoração conjunta, ambos tem “funções” representativos na igreja concernente à “cabeça” (autoridade), funções estas que devem ser respeitadas à luz da palavra de Deus .

V. 10 - “Por isso a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio por causa dos anjos” . Assim, amados, o uso do véu também tem uma “causa”, essa causa são os “anjos”; essa afirmação da Escritura derriba por terra o fraco argumento ou disfarce da “cultura” como muitos afirmam. Pois, os anjos são celestiais. Destarte, eles já presenciaram insubordinação no céu ( João 8.44; Ap.12.7-8-9) como também na terra ( Gn 3.11-Vs). Ou pensa o caro leitor que os anjos não estão mais ativos na igreja do séc. XXI, nos dias atuais, observando-nos( Lc 1.19; Hb 1.14; Sl 34.7) ?

Essa subordinação à autoridade de Cristo no culto, é algo que os próprios anjos compreendem quando a mulher se cobre e o homem descobre a sua cabeça. Há os que afirmam que o uso do véu era por “causa” das prostitutas cultuais existentes em Corinto, tal interpretação é uma aberração à regra fundamental da hermenêutica: ” A bíblia interpreta a própria Bíblia, ou seja, a Bíblia por si mesma se explica” !
E, a bíblia se explicando,diz que é por “causa”dos anjos, nós na CCB, não temos o“ costume” de confundir “anjos” ( gr. angelois) com “prostitutas”, o que é uma “o-fen-sa” à palavra de Deus e aos anjos !!! Assim, com este ato de submissão por parte da igreja à Cristo,os anjos se regozijam ao contemplarem que a igreja reconhece unicamente a autoridade de Cristo e uma glória (de Deus) sendo manifestada no ato de cobrir(a mulher) e descobrir(o homem) a cabeça na reunião de adoração e, o nosso Deus é glorificado.

V. 11–12 - Dando continuidade, os versos 11 e 12, nos ensina que tanto homem quanto mulher provém um do outro, dependendo assim mutuamente no Senhor, e que todas as coisas provém de Deus; isto é,o nosso Deus é Soberano e independente .

V. 13 – No verso 13, a igreja que estava em Corinto deveria julgar a questão do véu, entre eles mesmos, porém, sempre pautados nos ensinos do apóstolo, tanto é que, a mesma igreja precisava de suas orientações, sobre várias “coisas”( 1º Cor. 7) não tendo, portanto, como resolver por si própria, assuntos doutrinários. E a resposta esperada seria um “não”, pois caso pendessem para as mulheres estarem com a cabeça “descoberta” na reunião de adoração, deveriam “rapar ou tosquiar” a cabeça (1º Cor. 11.6), o que seria uma desonra ou ausência de glória, portanto uma ordem para a mulher rapar ou tosquiar-se caso contendessem o ensino apostólico.
V. 14-15 – É ensino apostólico o homem não usar “cabelo comprido” (gr. komaô) por ser “desonroso”, por outro lado para a mulher o usar “cabelo comprido”( gr. komê) lhe é uma “glória” ou “honra”(gr. doksa = honra , glória). Por isso mesmo o cabelo comprido lhe foi dado em lugar de véu. Ora, sendo o homem a “glória de Deus”, e a mulher “glória” do homem, porventura a mulher ficará sem “glória” ? É óbvio que não. Pois, o texto afirma que o cabelo comprido lhe é uma “glória”. Por essa razão mesmo, de ser para ela uma glória ,no culto ela tem de “cobri-la” ,e quando se cobre, estará cobrindo a “glória do homem” juntamente com sua própria glória; Deus é glorificado tendo a sua glória descoberta na igreja,pois essa glória mediante esse ensino, indica que Ele não quer dividir com ninguém !

O cabelo lhe foi dado em lugar de véu, quando a sua cabeça se encontrar descoberta, não na reunião de culto e adoração a Deus. O Senhor, em sua sabedoria,não deixou um tamanho padrão para o comprimento do cabelo, pois, o crescimento do cabelo pode variar de mulher para mulher; “komê”, indica não pôr empecilho ou obstáculo para impedir o crescimento do mesmo.

Também, é digno de nota atentarmos para a expressão do verso 15 que diz, “ foi dado em lugar de “cobertura” (véu ); esse “foi dado” (gr. dedotai) indica o tempo “passado”, anterior à reunião de adoração a Deus; enquanto o verbo “cobrir” ou “pôr”( verso 6) indica o tempo “presente”, encontrando-se no ajuntamento santo . Assim, o cabelo é dado em lugar de véu não estando a mulher na reunião da igreja, no caso de se encontrar a igreja reunida, eis o mandamento para a mulher, que se encontra no tempo presente, “QUE SE CUBRA”. Tem mais, ainda não acabei, a expressão “ cobrir”(gr. katakaluptô)a qual se encontra no verso 6, referente em cobrir-se com véu, difere da expressão em lugar de “cobertura” (gr.peribolaion), o substantivo deverbativo “peribolaion” arremete para o verbo “perilabô” que significa “lançar ,colocar ao redor”.
V. 16 – "Se alguém quiser ser contencioso, saiba que nós não temos tal costume e nem as igrejas de Deus". Ora, “CONTENCIOSO”, nada mais é do que aquele que não está revestido de submissão ao ensino supracitado. “Contencioso” (gr. philoneikos) é o mesmo que “ amante da contenda, litigioso, brigão “ (Dicionário do Grego do Novo Testamento). Paulo encerra o assunto, dizendo que “ nós “ ( ministério) não temos tal " costume " e nem as “igrejas” ( plural) de Deus .

CONCLUSÃO:

PS : Alguns comentaristas afirmam que o significado “interno” da submissão contida em I Cor. 11.1-16 permanece; enquanto o ato “externo” do uso do véu “não é válido”(?) para os dias atuais. Tais comentaristas se encontram revestidos de tamanha “autoridade” (?) que se acham no direito de suprimir este ou aquele MANDAMENTO , suplantando assim, a autoridade da própria SAGRADA ESCRITURA , definindo assim,qual mandamento é válido ou ... “vencido” (?). Destarte, ignorais, que a " insubmissão do ato " externo , não põe a descoberto a insubmissão do " EGO " interior ? Irrefutalvelmente , SIM! "Será, que a "autoridade" (?) deles é superior à autoridade apostólica ? Vejamos , pois, a “origem” do que Paulo ensinava e pregava : “ Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não recebi nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo”.( Gl 1.11-12; I Cor. 14.37 - ARC). Assim, essas “coisas” que Paulo escreveu, era, e é destinada aos Cristãos de “TODOS” os lugares, portanto, é "doutrina", ou se alguém preferir pode chamar de "didachê". Esse mandamento do Senhor é para a mulher se “cobrir” no culto de adoração, mas a “astúcia e artimanha” dos homens ( Ef. 4.14) ensina na “contramão” da palavra de Deus, dizendo que...“não precisa”ou “não é válido”(?) para os dias atuais. Prezado leitor(a) , deixo aqui uma pergunta:
“A quem tu serves e procuras agradar, a “homens ou a Deus” ( Gl. 1.10) ?
"O véu cobria a cabeça, e não o rosto. Era, ao mesmo tempo, símbolo da subordinação da mulher ao homem e do respeito que a mulher merece. As mulheres cristãs de Corínto, no entanto, mui naturalmente estavam seguindo os costumes das mulheres gregas, as quais conservavam a cabeça descoberta quando adoravam. Por conseguinte, Paulo assevera que é vergonhoso uma mulher cristã orar ou profetizar na igreja com a cabeça sem véu. Por outro lado, Paulo se manifesta contrariamente à prática dos homens judeus e romanos, os quais oravam com a cabeça coberta, e ordena que os varôes crentes orem e profetizem de cabeça descoberta, como sinal da autoridade de que estão investidos". ( Panorama do Novo Testamento - Robert H. Gundry, Ph. D. - pág. 314).

Deram para perceber, que os ensinos contidos em I Cor.11.2-16 não era praticado nem por judeus, gregos, romanos e árabes ?

No islamismo, os homens oram com a cabeça coberta, enquanto as mulheres ficam com a cabeça e rosto cobertos, o que vem a diferenciar dos ensinos contidos na matéria supracitada.

Não há, portanto, como associar os ensinos apostólicos contidos em I Cor.11.2-16, pois estes são diferentes do praticado pelos povos orientais e ocidentais.

Destarte, são novos e santos (separados), diferentes de qualquer costume pagão.

Por graça e Misericórdia de Deus, sirvo a Deus na CCB na cidade de Januária-MG, a presente matéria foi elaborada por mim ( Ir. Romário ) para auxiliar os nossos irmãos em dar respostas satisfatórias àqueles que perguntam a razão do porquê do uso do véu, também para provar que o ensino tal qual Paulo ensinou não se coaduna com os costumes da época apostólica, é nova,e santa.
BiBlIOGRAFIA
Novo Testamento Interlinear Grego-Português-SBB;
Dicionário do Grego do Novo Testamento-Carlo Rusconi - Editora Paulus;
Noçôes do Grego Bíblico-Gramática Fundamental- Rega e Bergman -Edição Vida Nova;
Nova Tradução na Lingüagem de Hoje-SBB;
Nova Enciclopédia Barsa;
Dicionário Vine- O Significado Exegético e Expositivo das Palavras do Antigo e Novo Testamento - CPAD;
Manual da Escola Dominical - Antõnio Gilberto - CPAD;
Panorama do Novo Testamento- Robert H. Gundry, PH.D.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

"OS 450 HINOS DA CCB PARA BAIXAR" - ( CANTADOS POR DIVERSOS IRMÃOS E IRMÃS ) - QUALIDADE VIP.


A paz de Deus.

Estarei postando os links dos hinos para baixarem, cada link consta com 50 hinos. Postado pelo meu irmão em Cristo Demerval.





EIS OS LINKS:

http://www.4shared.com/file/vqPj76_O/001_a_050.html

http://www.4shared.com/file/v2T5e4l7/051_a_100.html

http://www.4shared.com/file/p19_dC96/101_a_150.html

http://www.4shared.com/file/S2OeDsZE/101_a_150.htm   ( 2ª opção )

http://www.4shared.com/file/TcrZ1uAh/151_a_200.html

http://www.4shared.com/file/jR0nV9Wv/201_a_250.html

http://www.4shared.com/file/mrMni6aC/251_a_300.html

https://www.4shared.com/rar/swg_LmLJba/301_a_350.html?

http://www.4shared.com/file/HLoulGY8/351_a_400.html

http://www.4shared.com/file/a_hnIYGI/401_a_450.html


Espero que gostem. Abração. Deus vos abençõe!

ABAIXO UM VÍDEO DO YOUTUBE ENSINANDO COMO BAIXAR ARQUIVOS NO 4SHARED - SÓ PARA TEREM NOÇÃO QDO ABRIREM A PÁGINA DO SHARED.:

PARA BAIXAR OS HINOS VCS PRECISAM:

Copiar o link e colar no navegador e dar ENTER, abrirá o local no shared, clica em DOWNLOAD NOW, espera a contagem e clica em DOWNLOAD FILE NOW...


segunda-feira, 11 de outubro de 2010

DEUS DIZ NOS 10 MANDAMENTOS "NÃO MATARÁS" E DEPOIS MANDA OS HEBREUS MATAREM ATÉ AS CRIANÇAS DE OUTRAS NAÇÕES?


Esse foi um questionamento de uma pessoa,onde Deus diz nos 10 mandamentos "Não matarás" e logo mais a frente manda matar, é uma contradição? Deus manda matar crianças inocentes?

Bom , em primeiro lugar temos que ter em mente a soberania de Deus sobre a vida. Pois se Deus criou a vida Ele tem o direito de tirá-la.
Pois se o homem tivesse o poder de criar a vida ele teria tbm o direito de tirá-la, de igual modo; se eu construo uma casa, e outro a derruba, o tal será responsabilizado pelo delito feito a mim.

Partindo desse ponto, em Êxodo 20:13 onde diz “não matarás”; o Senhor dá a lei ao homem para obedecê-la, pois o homem não criou a vida, ele não tem poder sobre a vida, de modo que ele não tem direito de atentar sobre a vida, seja dele mesmo ou de outrem.

Qdo no Cap. 21:12-14...

Quem ferir alguém, de modo que este morra, certamente será morto. Porém se lhe não armou cilada, mas Deus lho entregou nas mãos, ordenar-te-ei um lugar para onde fugirá. Mas se alguém agir premeditadamente contra o seu próximo, matando-o à traição, tirá-lo-ás do meu altar, para que morra.

Já constatamos nesses versículos dentre muitos outros que é o AUTOR DA VIDA, DEUS, que está ordenando tirá-la, matematicamente a relação é Deus opondo-se ao homem, e não o homem se opondo ao homem; O dono/criador da vida tirando a vida e não a criatura exterminando criatura.

O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela. O Senhor empobrece e enriquece; abaixa e também exalta. ( I Sm. 3:6,7 )

 Vede agora que eu, eu o sou, e mais nenhum deus há além de mim; eu mato, e eu faço viver; eu firo, e eu saro, e ninguém há que escape da minha mão ( Dt. 32:39 )

Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai. ( João 10:17,18 )

O que muita vezes esquecemos, que independentemente de como Deus faz, Ele é que tira a vida do ser humano, esse processo chamasse morte, a diferença varia de quando e como para cada ser humano perderá a vida, uns é de acidente, outros através de um câncer, outros infarto, derrame, etc...; o que é pecado é o homem se opor a Deus como sendo ele o autor da vida, sendo ele criatura, mas sobre tudo a morte só apodera-se sobre a vida se Deus o dono da vida autorizar.

Creio que já é suficiente para entendermos essa parte, não necessitando maiores detalhes.

Sobre as crianças, embora muito até se escandalize com o que vou dizer, foi um ato de misericórdia da parte de Deus, pois sabemos que a intenção de Deus nunca foi destruir os povos pagãos pois a afirmação de Deus a Abraão quando prometendo-lhe a terra de Canaã foi:

E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia. ( Gên. 15:16 )

Com essa afirmação, mostra-nos que a maldade [ pecado ] do povo não era grande o suficiente para justificar o extermínio daquela nação naquele momento, tendo o Senhor sido paciente por mais de 400 anos com a maldade do povo que aumentava cada vez mais.

Vejamos que em Sodoma e Gomorra, a medida da injustiça do povo já tinha chegado ao seu apogeu, que Abraão intercedendo pelo povo qdo foi anunciado a destruição da cidade:

E chegou-se Abraão, dizendo: Destruirás também o justo com o ímpio? Se porventura houver cinqüenta justos na cidade, destruirás também, e não pouparás o lugar por causa dos cinqüenta justos que estão dentro dela? Longe de ti que faças tal coisa, que mates o justo com o ímpio; que o justo seja como o ímpio, longe de ti. Não faria justiça o Juiz de toda a terra? ( Gênesis 18:23-25 )

Qual foi a resposta divina?


Então disse o SENHOR: Se em Sodoma achar cinqüenta justos dentro da cidade, pouparei a todo o lugar por amor deles. ( Genesis 18:26 )

E Abraão foi abaixando o numero até chegar a 10, e Abraão não ousou mais perguntar, pois a medida da injustiça [ pecado ] daquele povo já tinha chegado ao seu apogeu.

Mas homem muitas das vezes se acha mais justo do que Deus, indagando –O sobre Seus atos, e sempre a pergunta chega nessa, principalmente entre os ateus:

E as crianças, são inocentes, porque Deus ordenou matá-las juntamente com os pais?

Bom para essa questão temos que partir desse princípio; a bíblia diz que nascemos em pecado: “Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe”. ( Salmos 51:5 )

Isto é; todos nascemos com a propensão para rebelarmos e cometer transgressões, de forma que naquela cultura { Sodoma, Gomorra, Cananeus, Amalequitas, etc...) inteiramente ímpia, violenta e depravada, não havia mais esperança para aquelas crianças, essas nações estavam tão corrompidas que o mal precisava ser tirado pelo raiz, pois senão não haveria mais esperança para o ser humano, onde Deus já havia escolhido um povo para por meio dele traria a salvação ao mundo através de Jesus Cristo, pois o pecado tomaria a todos os seres humanos na terra em tal proporção que não se salvaria mais ninguém.

Então a destruição tbm das crianças foi um ato de misericórdia da parte de Deus, pois segundo a bíblia as crianças que morrem antes da idade da razão:

Na verdade, antes que este menino saiba rejeitar o mal e escolher o bem, a terra, de que te enfadas, será desamparada dos seus dois reis. ( Isaias 7:16 )

...serão salvas; e se elas tivessem ficado vivas alem da idade da razão naquela sociedade horrível certamente iriam se corromper e assim também se perderia como os pais, se fossem adotadas elas não aceitariam pois seus pais foram mortos pelos os que os adotaram, e se fossem criança de mama, certamente um dia saberia que seus pais teriam sido mortos pelos pais adotivos e se rebelariam causando problemas incalculáveis a nação hebréia.

Então a sabedoria divina poupou-os de passar por tudo isso, antecipando-lhes a vida eterna, pois não estavam na idade de discernir o bem o mal, então estavam salvas.

Jesus, porém, vendo isto, indignou-se, e disse-lhes: Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o reino de Deus ( Marcos 10:14 )

E outra coisa a palavra hebraica no V.T. traduzida para criança, é a mesma para menino e feto; dando a entender que Deus não faz diferença, o que determinará a salvação e a condenação da criança é a idade da razão, se já compreendeu o significado da salvação, o problema do pecado, já está sob condenação, só se salvará por meio da fé de Jesus Cristo.

E pra encerrar, se alguém querer desfazer a explanação citando I :Cor 7:14:

Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. ( I Cor. 7:14 )

Alegando que imundos não herdam o reino dos céus, mas temos que ter equilíbrio bíblico, mesmo porque as passagens anteriores demonstram que crianças dependo da idade são inocentes, além de a bíblia jamais se contradizer.
O que significa essa passagem então?

Essa passagem nada tem haver com condenação ou salvação da criança, mas que por ter um cristão dentre os pais, o lar será influenciado pela disciplina cristã fora das contaminações idólatras, e ao nascer a criança será limpa ou santa no quesito de estar separado dos atos profanos, castos, disciplinados conforme a palavra.
Da mesma forma os maridos/esposas incrédulos não serão salvos pela fé do outro, mas participa da mesma influência cristã, pois a salvação é individual como diz:

Digo-vos que naquela noite estarão dois numa cama; um será tomado, e outro será deixado. Duas estarão juntas, moendo; uma será tomada, e outra será deixada. Dois estarão no campo; um será tomado, o outro será deixado.( Mateus 17:34-35 )

Quem será deixado? Obviamente os que não abraçaram o evangelho!

Creio que não será necessário mais explicações sobre a salvação das crianças [ fora da idade da razão ].


Espero ter te esclarecido. Isso é o que creio e defendo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...