segunda-feira, 31 de maio de 2010

***CRIANÇA / QUEM NÃO OUVIU O EVANGELHO SE SALVARÃO?***



Esse é um assunto que tem deixado muita gente incomodada, principalmente o segunda indagação. Esse tópico não é para debatermos sobre o assunto, mas expormos conhecimento bíblico sobre o mesmo.


Colocarei alguma coisa sobre o tema, e espero que levá-los a reflexão, tudo será baseado unicamente nas escrituras sagradas.

* Vc leitor tem alguma coisa à acrescentar? Que bom; mas procure embasamento bíblico para evitar detrimento entre os participantes*



Vamos ao assunto:

Antes que aprofundarmos no assunto, vamos analisar algumas indagações:
1-) Alguém pode se salvar pelas obras? Não!

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie. ( Efésios 2:8,9 )
Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. (Gálatas 2 : 16)

2-) Existe outra forma de a pessoa ser salva sem ser pela fé em Cristo? Não!

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14 : 6)
E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. (Atos 4 : 12)
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.( João 3:16-18 )

Poderíamos citar mais versículos, mas tenho comigo que não seja necessário, então o que leva a crer que as crianças já estão salvas?
Primeiro porque para sermos salvos temos que nos arrependermos dos pecados e crê no Senhor Jesus e dependendo da idade da criança isso é meramente impossível, haja visto; que a criança precisa estar na idade da razão para crer, como diz Isaías:
i
Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel. Manteiga e mel comerá, quando ele souber rejeitar o mal e escolher o bem. Na verdade, antes que este menino saiba rejeitar o mal e escolher o bem, a terra, de que te enfadas, será desamparada dos seus dois reis. ( Isaías 7:14-16 )

Essa passagem deixa claro que tem uma idade em que a criança é totalmente inocente, pois não tem entendimento para distinguir o bem e o mal.
Doutra forma jamais Cristo diria para sermos como crianças:
E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. (Mateus 18 : 3)


A sim, alguém pode querer refutar toda essa explicação pela passagem de:

Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. ( I Cor. 7:14 )

Alegando que imundos não herdam o reino dos céus, mas temos que ter equilíbrio bíblico, mesmo porque as passagens anteriores demonstram que crianças dependo da idade são inocentes, alem de a bíblia jamais se contradizer.
O que significa essa passagem então?

Essa passagem nada tem haver com condenação ou salvação da criança, mas que por ter um cristão dentre os pais, o lar será influenciado pela disciplina cristã fora das contaminações idólatras, e ao nascer a criança será limpa ou santa no quesito de estar separado dos atos profanos, castos, disciplinados conforme a palavra.
Da mesma forma os maridos/esposas incrédulos não serão salvos pela fé do outro, mas participa da mesma influência cristã, pois a salvação é individual como diz:

Digo-vos que naquela noite estarão dois numa cama; um será tomado, e outro será deixado. Duas estarão juntas, moendo; uma será tomada, e outra será deixada. Dois estarão no campo; um será tomado, o outro será deixado.( Mateus 17:34-35 )

Quem será deixado? Obviamente os que não abraçaram o evangelho!

Creio que não será necessário mais explicações sobre a salvação das crianças [ fora da idade da razão ], mesmo porque antes de qualquer objeção terá que refutar e explicar todas as passagens acima.


AGORA O ASSUNTO MAIS COMPLEXO: E os que não ouviram o evangelho?[blue]

Mas voltamos o que foi dito sobre salvação:


1-) Alguém pode se salvar pelas obras? Não!

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie. ( Efésios 2:8,9 )
Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. (Gálatas 2 : 16)

2-) Existe outro forma de a pessoa ser salva sem ser pela fé em Cristo? Não!

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14 : 6)
E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. (Atos 4 : 12)
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.( João 3:16-18 )

Bom se vc concorda sobre o que foi exposto sobre salvação, então ficará fácil vc entender!

Mas alguém pode dizer que é injusto alguém ser condenado por não ouvir acerca de Jesus e terem vivido segundo as tradições religiosas de seus pais!
Vejam bem:

A bíbliA É CONVICTA em dizer que ninguém estará na presença de Deus a não ser pelo fato de que a pessoa e a obra expiatória de Cristo tornaram isso possível, esse foi o preço, a morte de Cristo na cruz em nosso lugar, pagando a pena que merecíamos sofrer.
Mas e aqueles que conviveram/convivem em uma cultura ou outra?

O apóstolo Paulo qdo esteve entre os atenienses no Areópago, disse algo muito interessante e importante para respondermos essa questão:

E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação; para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós. ( Atos 17:26,27 )

Neste versículo é nos dito claramente que onde quer o lugar onde vivemos, em qualquer cultura, em qualquer nação, Ele [ Deus ] está ao alcance de cada um de nós, sempre existirá a possibilidade de uma pessoa clamar, “buscar a Deus” , e se isso acontecer, existe muitos meios que vão além da nossa compreensão pelos quais Deus se manifestará a essa pessoa. Pois as escrituras diz:

Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, ( Hebreus 1:1 )

Nesse versículo verificamos que Deus manifesta ao homem de “várias maneiras”, isto é; pode enviar alguém para compartilhar o evangelho, por meio de sonhos, por visões, pelos veículos de comunicação, etc.
Outra forma de encarar essa situação tão complexa à maioria das pessoas está no livro de Romanos, onde Paulo diz que a divindade e o poder infinito de Deus são revelados a todos através da criação para que fiquem inescusáveis, isto é; sem desculpa, imperdoáveis.

Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis. ( Romanos 1:19,20 )

E Paulo ratifica pelo Espírito Santo que Deus colocou a lei no nosso coração e na nossa consciência [ consciência moral ] para que possamos buscá-lo:

Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; no dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho[ evangelho de Paulo é sobre a fé em Cristo]. ( Romanos 2:14-16 )

E fala tbm sobre a palavra de Cristo, que é necessária para que uma pessoa venha a conhecê-lo:

Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. ( Romanos 10:13-17 )

Então diante tudo isso, temos que aceitar que se Deus é capaz de comunicar a palavra de Cristo em diferentes situações, de sorte que não alcançamos compreender e se Ele [ Deus ] não está longe de nós onde quer que estejamos ( Atos 17:26,27 ), se Ele é capaz de falar por meio da revelação geral da criação e da nossa consciência, então devemos aceitar que não há escusas [ desculpa,inocência ]

Muitos podem dizer, o importante é ser sincero, vejamos bem, sinceridade não é salvação, mas a sinceridade cria possibilidade para Deus se revelar a essa pessoa, mesmo porque muitos aparentemente são sinceros, mas qdo Cristo lhe são apresentados O rejeitam, então Deus não se deixa escarnecer, Ele é onisciente e sabe a quem se revelar.
Temos algumas passagens que mostram a sinceridade sendo forma de Deus revelar a salvação a essas pessoas:

E havia em Cesaréia um homem por nome Cornélio, centurião da coorte chamada italiana, piedoso e temente a Deus, com toda a sua casa, o qual fazia muitas esmolas ao povo, e de contínuo orava a Deus. Este, quase à hora nona do dia, viu claramente numa visão um anjo de Deus, que se dirigia para ele e dizia: Cornélio. O qual, fixando os olhos nele, e muito atemorizado, disse: Que é, Senhor? E disse-lhe: As tuas orações e as tuas esmolas têm subido para memória diante de Deus; agora, pois, envia homens a Jope, e manda chamar a Simão, que tem por sobrenome Pedro. ( Atos 10:1-5 )

E levantou-se, e foi; e eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros, e tinha ido a Jerusalém para adoração, regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías. E disse o Espírito a Filipe: Chega-te, e ajunta-te a esse carro. E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês? E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar?( Atos 8:27-31 )

O que dizer? Todos eram sinceros e tinham “boas obras”, mas tais coisas não eram suficientes para se salvarem, mas foi vital para que a salvação fossem-lhes apresentadas, e tal salvação só pode ser por meio de Cristo unicamente:

E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.( Atos 4:12 )
Não foi diferente com Paulo, mesmo sendo perseguidor dos cristãos, faziam por ignorância acreditando está fazendo um favor a Deus, mas a sinceridade foi uma forma de Deus lhe apresentar-lhe a salvação, mas não obrigou nem ele, nem Cornélio e eunuco a servi-LO, mas todos qdo Cristo foram-lhes apresentados, creram e foram salvos.

Creio não ser mais necessário aprofundar mesmo porque acima se em vós houverdes sinceridade, tem “material” suficiente para abraçarem o evangelho de Cristo para serem salvos ou sanarem suas dúvidas, mas sobre tudo isso a um equilíbrio bíblico aqui; muitas pessoas acham que pra se conhecerem a Deus e Sua salvação precisa que tal pessoa siga a sua fé como preconizam, senão não conhecerá a Deus, mas não é assim.

A palavra diz que:

Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.

Esse princípio deve ser levado em consideração, pois cada um, independentemente de sua cultura, tem fé e entendimento diferentes, que aos poucos serão lapidados pelo próprio Deus, mas o importante é a edificação está sobre o alicerce que é Cristo Jesus.

E Moisés confirma dizendo:

As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.( Deuteronômio 29:29 )

E Paulo complementa:

E sendo achado Nele [ Cristo Jesus ], não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte; para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos. Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Por isso todos quantos já somos perfeitos [ espirituais, entendimento avançado ], sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vo-lo revelará. Mas, naquilo a que já chegamos, andemos segundo a mesma regra, e sintamos o mesmo. ( Filipenses 3:9-16 )

Considerações finais:

O que um bebê/criança conhece de sua mãe? De alguma forma ele sabe que ela o alimenta, que troca as suas fraldas, que o abraça e beija-o. Ele reconhece que ela é sua amiga, mas lembre-se, esse bebê/criança não conhece a sua mãe tão bem quanto a conhecerá quando tiver 18 anos, mas conhece o suficiente para amá-la.

Assim, à medida que Deus se revela as pessoas, existem níveis de compreensão que irão variar, mas o importante que independentemente do vosso nível, que possa amar o teu Deus por Cristo Jesus.

Essa é minha fé e entendimento!!!



Deus vos abençoe! Ir. Marschall Neri.

2 comentários:

  1. Bom dia!

    Excelente explanação!

    Apenas para complementar, servimos a um Deus cuja benigdade é grande e para sempre, assim sendo, Deus não tem o culpado por inocente e vice versa. Como mostrado com a citação do evangelho de João 3, a salvação é concedida a todo aquele(a) que crer, mas para aquele(a) que NÃO CRER a condenação já está reservada, sub-entendo que aquele que não crê conheceu e por opção não creu, como foi opção e não condição (como é o caso dos que não ouviram falar das boas novas de salvação), a condenação é certa.

    Realmente a salvação é pessoal e instransferivel, nos ensina a Biblia qual temos por infalivel Palavra de Deus e unica regra de fé e conduta:

    "Naqueles dias, já não dirão: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram." Jeremias 31:29

    Fiquem na paz e no amor de Deus!

    Fraterno abraço,

    Mario

    ResponderExcluir
  2. Mario.

    Deus te abençõe pela colaboração. Volte sempre!

    Paz e graça.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...