quarta-feira, 24 de março de 2010

OBRA ( IR. PEDRO ) - LIBERTAÇÃO DO CÂNCER NA CABEÇA DA IRMÃ.


Outra obra terribilíssima com o irmão Pedro que Deus tem operado pela Sua infinita misericórdia foi na cidade Botucatu/SP.; onde havia uma irmã com câncer na cabeça e o médico tinha dado somente 12 horas de vida para ela, e a serva de Deus desenganada pela medicina orou ao Senhor que a fez de sentir de chamar os irmãos para orarem por ela que o Senhor a libertaria, assim ela falou para o seu marido ir chamar os irmãos.
Então foram os irmãos Pedro, Zezinho que hoje é ancião e outros irmãos e irmãs. Eles chegaram na casa da irmã enferma e foram orar.

Quem gosta de orar?

Os irmãos chegaram as 6:00 hs da manhã, foram orar as 6:30 e só levantaram ao 12:00 para almoçar, depois ajoelharam outra vez às 12:45 e buscaram a Deus oração e só levantaram as 19:00 para congregar, pois a igreja era perto da casa da irmã.
Terminou o culto as 21:00 hs, quando foi às 21:15 hs eles estavam de volta a casa da irmã, e foram orar e quando foi às 2:00 hs da manhã eles se levantaram da oração.
A glória de Deus os tomava, e eles ficaram em volta da cama da irmã que estava com o câncer, manifestando a promessa do Espírito Santo em evidencias de novas línguas, nesta hora Deus arrebatou uma irmã que estava com eles em espírito e ela caiu como morta procura pulsação e nada; sem respiração, os irmãos quiseram perder comunhão, foi quando Deus tomou o irmão Pedro e disse para os irmãos não porem a mão na jovem, pois ela não havia morrido, antes tinha ido conversar com Deus, isto demorou 15 minutos.
Neste ínterim Deus usou de um irmãozinho de apenas 12 anos, cujo nome era José, mais conhecido como Zezinho ( só ele servia a Deus na sua casa ), ele saiu manifestando a promessa e foi até a irmã que havia sido arrebatada e disse: venha santa porque ainda não chegada a tua hora! Na mesma hora a irmã começou a respirar novamente. E ele tornou a dizer: santa em nome de Jesus Cristo nazareno venha; porque não é chegada há tua hora ainda! Foi quando a irmã levantou manifestando a promessa do Espírito Santo.
Ele tornou a dizer: santa; conta pra nós o que vc viu lá glória de Deus agora; eu tenho certeza que vc esteve lá. A irmã respondeu que não podia contar, pois o Pai ( Senhor ) não tinha autorizado. O irmãozinho abaixou a cabeça e ficou na comunhão segurando na mão dela e disse: é verdade santa, mas o hino que vc cantou lá glória do céu, este o Pai manda cantar, porque este é a libertação da nossa irmã com câncer!
E a irmã respondeu: é verdade, mas o Senhor me manda cantar em evidencias de novas línguas!
O irmãozinho pegou uma caneta e um pedaço de papel, e a irmã cantou e o irmão Zezinho com apenas 12 anos de idade interpretou o hino inteiro.
Quando terminou ele virou para o cooperador, que hoje é ancião, o irmão Zezinho ( era chara ) e disse que o Senhor mandou ele cantar em português para os irmãos entenderem, pois este seria a libertação da irmã.
O cooperador falou para ele cantar, assim ele cantou e quando terminou de cantar a ultima palavra do hino, a irmã com câncer levantou e sentou na cama, glorificando a Deus! Liberta por completo! Aleluiaaaa! Glória a Deus!
Nestas alturas, já eram mais ou menos 5:30 da manhã, naquela alegria pelo milagre, eles foram orar para agradecer a Deus pela obra, quando levantaram da oração eram 9:00 da manhã.
E a irmã que estava com câncer tendo uma crise atrás da outra, morre e não morre completamente liberta foi fazer o café para os irmãos! Santo Deus!

Aleluiaaaaaaaaa! Glóriaaaaaaa, glóriaaaaaaaaaa, glóriaaaaaaaaa a DEUS!

Depois ainda o irmãozinho profetizou pra todo mundo o passado, o presente e o futuro, onde teve o cumprimento na vida do irmão Pedro sobre o esquadrão da morte, que foi preso injustamente, mas Deus o livrou da morte.

Mas isto é outra história! Rsrsrs.....

Glória a Deus!

Fiquem com Deus!

domingo, 14 de março de 2010

OBRA ( ODETE ) - IR. SANTINHO


Esta obra é uma das maravilhas ( carro chefe, rsrsrs..... ) que o ir. Jesus Alberto Cintra costuma contar ( Santinho de Goiás ).
É sobre a Odete, que é tia da esposa dele, irmã do seu sogro, a vovozinha dela morou com o ir. Santinho até pouco tempo, quando escutei esta obra ela tinha case 90 anos de idade, ela agora mora em Ribeirão Preto/SP.
Esta avózinha ficou viúva, Deus a chamou na graça, chamou a Odete, primeiro chamou a irmã da Odete que eles a chamam de Nega que mora em Santo Amaro/SP. E a irmã Odete começou a namorar um rapaz chamado Gabriel que era estranho a nossa fé.
Então sua avozinha a aconselhava dizendo: Filha, você não pode namorar esse moço, porque ele não serve a Deus, imagine você casada com ele e você querer ir a igreja e ele vai para outros lugares, como que você vai fazer? Espere no Senhor que o que ele prepara é abençoado. Más a Odete não queria terminar o relacionamento.
Então um dia Deus mandou a sua Palavra e disse assim: “Moça, a pessoa que você está pretendendo se casar é uma sucuri e ela está pronta para te dar o bote. Ela está só esperando o momento certo para te atacar e te destruir”. Então, após o culto, a Odete estava com sua avozinha que disse: Vc viu o que a Palavra falou?
Mas a Odete respondeu: Ué gente, até parece que é só eu que vou casar nesta igreja! Mas foi ela que tinha ido buscar a palavra!
A Odete encontrou-se com o Gabriel e disse que eles não poderiam se casar. Passou alguns dias teve um batismo e o Gabriel foi assistir e se batizou.
E chegou para a Odete e disse: Agora nada nos impede de nos casarmos Odete, pois eu me batizei também na sua igreja, e agora sou vosso irmão, podemos casar agora sem nenhum impedimento. A Odete não deu ouvidos a Palavra de Deus e casou-se com o Gabriel.
Casaram-se e foram morar num sítio longe da cidade, chegando lá a primeira coisa que o Gabriel fez foi acender o fogão a lenha, pegou o véu da Odete e rasgou em tiras, jogando no fogo e gritava: Queima aí, Deus da Odete, queima aí, Deus da Odete! Pegou o Hinário dela, rasgava página por página e jogava no fogo e dizia: Queima aí, Deus da Odete!
Da mesma forma tomou a Bíblia da Odete, tirou folha por folha e jogou nas chamas e dizia: Queima aí, Deus da Odete, queima aí, Deus da Odete!
A vida da Odete se transformou NUMA TRIBULAÇÃO, tinha desejo de orar, de ir a igreja, de ler a bíblia, de cantar um hino, mas o Gabriel não deixava.
Muitas vezes a Odete saia e ia orar no meio do mato, ali ela tirava um galho da árvore e cobria com as folhas sua cabeça no lugar do véu, mas todas as vezes que o Gabriel a encontrava orando ele a levantava a pontapés.
Ele a fazia matar o frango destroncado e dizia para ela fazer-lo, obrigando-a a comer.
Ela dizia: Eu sou uma serva de Deus e não posso fazer isto, pois é carne sufocada.
Mas ele dizia: come ou morre!
A irmã Odete fazia o que ele mandava, depois ela ia para trás da casa e colocava o dedo na garganta até causar ânsia de vomito para jogar toda a comida.
O tempo se passou e num determinado dia o Gabriel chegou para a irmã Odete e disse: Hoje eu vou te matar!
Pegou sua espingarda e apontou para a irmã Odete, ela correu para não perder a sua vida, mas o Gabriel apertou o gatilho, mas pela misericórdia de Deus o tiro saiu pela culatra e atingiu uma árvore que estava atrás do Gabriel, queimando todo o seu ombro, o seu peito, além de entortar seu rosto.
A partir daquele dia o Gabriel deu uma melhorada. Começou a deixar-la congregar de vez em quando e a orar. Mudaram de cidade e foram morar numa casinha de chão batido, pau a pique. Vieram os filhos, quatro no total e nossa irmã Odete adoeceu e ficou de cama.
Então o Gabriel trouxe uma “concubina” para morar com ele, uma moça de 19 anos e montou uma cama de casal na sala.
A irmã Odete sofria com sua enfermidade junto com seus filhos numa cama toda quebrada, cheia de percevejos e ainda tinha que tolerar seu amado esposo, a quem tinha dedicado sua vida e juventude dormindo nos braços de outra mulher dentro da sua própria casa.
A avozinha da Odete pedia para o irmão Santinho que a leva-se até a casa deles, pois queria ver como estava sua neta, e todas as vezes que chegavam lá, encontravam a irmã Odete doente junto aos filhos dormindo no quarto e o Gabriel com sua amante no meio da sala.
Então aquela mulher ficou grávida e o Gabriel achava que não era seu filho e a devolveu para os pais, trazendo a irmã dela de 17 anos para morar com ele.
Finalmente o Gabriel resolveu levar a irmã Odete ao médico, foi descoberto um câncer maligno, a irmã Odete ficou muito triste e num determinado dia nosso irmão Santinho a pedido da avozinha retornaram a aquele lugar e decidiram levar a irmã Odete para se tratar de sua doença na cidade.
Ela ficou então morando junto com seus filhos em um barracão que o irmão Santinho tem nos fundos de sua loja. Depois disto a irmã Odete orou ao Senhor e disse assim: Senhor, eu estou com uma doença incurável aos olhos humanos e meus filhos precisam de mim, sou como homem e a mulher desta casa, se eu morrer o que vai ser deles? tem misericórdia e me dê pelo menos 10 anos de vida ainda, pois assim meus filhos estarão crescidos e daí tu podes colocar de volta o câncer em mim.
E a irmã Odete foi congregar. E na Palavra o Senhor disse assim: MINHA FILHA! LEMBRA-TE QUE NOS DIAS DA TUA MOCIDADE TE DISSE PARA OBEDECER A MINHA PALAVRA, POIS O INIMIGO TINHA TRAÇADO UM PLANO MALIGNO NA TUA VIDA, MÁS TU NÃO OBEDECEU E AGORA VC ENCONTRA-SE EM AFLIÇÃO, PORÉM EU ATENDEREI AO TEU PEDIDO!

E a irmã Odete confiou na Palavra, porém não contou a ninguém a sua petição. O câncer levou embora seu útero, um dos seios e ovários.
Os dias se passaram e os médicos a chamou e disseram: Dona Odete, não sabemos o que aconteceu, mas a senhora está curada, todos os exames que lhe pedimos mostra que o seu câncer desapareceu por completo e a senhora pode levar uma vida normal novamente.
A partir daquele dia a vida da irmã Odete era cantar, sorrir e dar glória a Deus; trabalhava de dia e noite para cuidar de seus quatro filhos.
De dia fazia faxina em algumas casas e a noite passava ou lavava roupas.
O irmão Santinho presenciou muitas vezes as luzes acesas pela madrugada a fora. Nunca encontrou-a reclamando, sempre sorrindo e dando glória a Deus.
Durante suas noites de trabalho, ela tinha a garrafinha de café e enquanto trabalhava tomava seu cafezinho para não dormir. Um dia a irmã Odete foi fazer o café e notou que tinha acabado, então clamou ao Senhor: Senhor! Acabou o meu café, eu gosto tanto de café e não tenho dinheiro para comprar, também não vou pedir a ninguém, pois tu diz pela tua palavra que filho teu não mendiga o pão.
E o Senhor a respondeu a ela: SAÍ NA FRENTE DA TUA CASA.
Ela saiu e ficou encostada no muro, havia ao lado daquele barracão que a irmã morava um terreno baldio aonde jogavam lixo.
A irmã olhou para o céu e falou: Mas Senhor, aqui no lixo eu vou encontrar o que?
Deus disse: FIQUE EM PAZ PORQUE QDO DEUS QUER ATÉ NO LIXO TAMBÉM SE ENCONTRA TESOUROS!
De repente dois rapazes descarregaram algumas caixas do supermecado que ali existe.
O Senhor então falou com a Odete: VAI ATÉ AQUELAS CAIXAS E PEGUE O QUE EU TE PREPAREI.
Ela foi e quando pegou uma das caixas, havia um fardo fechado de pacotes de 100 gramas de café embalado a vácuo.
Então ela disse assim: Ah! Deve estar vencido, para eles terem jogado tudo isso aqui.
E o Senhor a repreendeu dizendo: MINHA SERVA, EU NÃO DOU NADA ESTRAGADO PRA NÍNGUEM! LEVE PARA TUA CASA, POIS FUI EU QUE PREPAREI!

Ela entrou para sua casa dando Glória ao nosso Deus. O irmão Santinho foi visitá-la e acabou sendo o primeiro a tomar a primeira xícara daquele café que Deus preparou.
E lá continuava criando seus filhos e trabalhando dia e noite, em um determinado dia a nossa irmã passava por uma rua, quando se deparou com um pé de manga, e olhando para aquele pé de manga tão lindo e carregadinho, a irmã Odete clamou ao Senhor em seu coração: Senhor, que vontade de comer uma manga, ah! Senhor, que bom seria se eu pudesse comer uma manga dessas, mas não tenho dinheiro para comprar e também não vou pedir para ninguém, pois filho teu não mendiga o pão, prepara pra mim Senhor, pois tu és o meu Pastor e nada me deixará me faltar.
Neste mesmo momento o irmão Santinho passava por uma rua no centro da cidade cheia de carros estacionados de ambos os lados, e ali tinha uma pessoa vendendo mangas e o Senhor falou em seu coração: COMPRE UMA SACOLA DE MANGA E LEVA PRA ODETE.
E o irmão Santinho, vendo que não podia parar naquela rua por tratar-se de mão única e não haver mais espaço para outros carros o ultrapassarem replicou: Más Senhor, eu não posso parar aqui.
E Deus repetiu no seu coração: COMPRE UMA SACOLA DE MANGA E LEVA PRA ODETE. O irmão olhou pelo retrovisor e nenhum carro estava atrás do seu. Então ele chamou o vendedor que vendeu-lhe uma sacola de mangas. O irmão foi embora e guardou-a em sua loja, passou alguns minutos a Odete chegou e ele foi e deu as mangas a ela e disse que o Senhor tinha preparado.
Ela começou a chorar e falar em evidências de novas línguas e dizer: Senhor agora mesmo eu disse que estava com vontade de comer uma manga e tu me ouviste e preparaste manga pra mim, tu és mesmo o meu pastor e nada tens me deixado faltar.
E assim passaram-se os 10 anos que ela havia pedido ao Senhor e num dia de culto o Senhor falou pela Palavra: O TEMPO JÁ É CHEGADO, O CÂNCER QUE FOI EMBORA ESTÁ NA HORA DE VOLTAR.
Depois do culto ao redor da mesa na casa do irmão Santinho a irmã Odete então falou: Olha; hoje o Senhor falou muito comigo pela palavra!
O irmão respondeu: É Odete hoje Deus com todos nós!
Ela resplicou: NÃO, mas hoje o Senhor falou comigo cara a cara e boca a boca!
É Odete, o que Deus falou? Perguntou o ir. Santinho.
Respondeu ela: Até hoje eu não havia contado a ninguém, mas eu pedi que o Senhor me acrescentasse 10 anos de vida quando foi diagnosticado o câncer em mim, para que eu pudesse criar meus filhos e que após esse tempo se fosse da vontade Dele, que voltasse a doença, então agora seja feita a vontade de Deus.
O câncer voltou e a Odete ficou pele e osso sobre a cama, os filhos haviam crescidos, mas eram uma tribulação, uma das filha que havia se casado separou e voltou morar com a mãe pois o marido a abandonara deixado sozinha com uma criança pequena, outra que o Senhor havia selado com a promessa aos 9 anos estava parada na graça e não manifestava mais, o filho desempregado comprou um aparelho de som e ficava ouvindo musica no último volume o dia inteiro e nem ligava para a mãe enferma na cama.
A irmã Odete então falou com o Senhor: Senhor, até hoje não tive paz na minha vida, permita que eu possa ter paz para morrer.
Um dia a irmã Odete chamou o irmão Santinho e pediu se ele poderia levar o seu filho para congregar, pois ele estava sentindo desejo de ir, o irmão disse que levava e então ela disse: O irmão me leva também, que hoje eu sinto de congregar. Colocou-a no carro e levou-a.
Na liberdade da testemunhança, a irmã Odete levantou e foi se escorando nos bancos foi testemunhar e cada fileira que ela passava o Senhor visitava a irmandade com a promessa do Espírito Santo, então assim ela se despediu dos irmãos.
Na Palavra naquela noite o Senhor prometeu que iria aparecer com um sinal na vida de alguém que estava ali congregado.
E o seu filho chegou em casa dizendo que era com ele que a Palavra havia falado, mas não sabia como o Senhor apareceria.
Além do som que ele ouvia o dia inteiro, a noite qdo ia se deitar colocava um fone de ouvido e sintonizava a sua rádio preferida e ficava escutando.
Em um dia escutando a rádio ela saiu da sua programação e começou a tocar o coro do hino 56 que diz:
Foi Jesus quem me salvou
Foi Jesus quem me salvou
Seu amor anunciarei
Foi Jesus quem me salvou
O seu nome Glorificarei

Ele pulou da cama assustado e chamou a sua irmã a Adriana que tinha sido batizada com dom de línguas aos nove anos ao qual não manifestava mais: Adriana, corre aqui, vem ver o movimento que o Senhor está fazendo, ouve aqui!

Foi Jesus quem me salvou

E a Adriana começou a manifestar o dom de evidencias de novas línguas.

Chamou a outra irmã e disse: Ouve o que o Senhor está fazendo comigo!

Foi Jesus quem me salvou
Seu amor anunciarei

A Adriana falou: Isso deve ser uma coincidência, muda de rádio pra você ver. Mudou para outra estação.
Foi Jesus quem me salvou.
Mudou de novo:
Foi Jesus quem me salvou.

Foi quando o rapaz filho da Odete falou: Essa é a confirmação de Deus que temos que ficar em paz nessa casa para que nossa mamãe morra em paz, só damos desgosto pra ela, não lhe damos paz ao menos para morrer.
E a irmã Odete escutou aquele barulho e viu os quatro se abraçando e chorando, dom de línguas, mesmo sem entender nada o que se passava, perguntou o que havia acontecido, pois os quatro brigavam muito e o filho disse: Mãe é o sinal do Senhor na nossa vida, ouve aqui no rádio:
Foi Jesus quem me salvou
Foi Jesus quem me salvou
Seu amor anunciarei
Foi Jesus quem me salvou
O seu nome Glorificarei.

Assim Deus recolheu Sua serva em paz, tendo ela deitado ao pó da terra com a esperança da vida eterna.
Estes são os caminhos do Senhor na vida daqueles que Ele ama, muitas vezes incompreensível a mente de muitos, mas o que importa que entendendo ou não o Senhor nos leve para o Seu reino de glória!

Aleluiaaaaaaaaaa! Amém Senhor!

Como dizia o saudoso irmão Gilberto: Sem perna, sem braço, sem cabeça, eu creio que entrarei no reino da glória de Deus! ALELUIAAAAAAAAAAAAAA!

Glória a Deus e os anjos digam Amém! Rsrsrsrs...................

Oh, glóriaaaaaaa!

OBRA ( HEMORRAGIA ) - IR. HERMELINDO


Outra obra foi antes da contada acima, a ir. Marlene teve três filhos de parto normal, e depois começou abortar, teve o primeiro aborto, o segundo, e quase que ela morreu devido a perda enorme de sangue. E o médico alertou o ir. Hermelindo que pelo amor Deus eles não poderiam mais ter filhos, senão ela morreria. Mas veio a Palavra e depois o irmão teve uma revelação do fim do mundo, o povo em desespero, a coisa mais terrível que se possa ver ou imaginar, e o irmão dizia a sua esposa para levantar de pressa que estava caindo as estrelas, estavam caindo tudo e o mundo estava se acabando, nesta hora apareceu uma pessoa cuja face ele não conseguiu ver e disse que se ele continuasse a fazer o que estava fazendo não entraria no céu. Foi quando o ir. Hermelindo acordou trêmulo. Passados uns dias foram umas irmãs visitá-lo e disse a ele, salmos 128, encher a mesa, e assim confirmou a revelação. Depois deste dia começou nascer à filharada de novo, mas antes quando havia tido o segundo após a revelação ela chegou para o ir. Hermelindo e disse que estava tendo a mesma hemorragia de novo, o irmão desesperou e mandou ela se arrumar que iria levá-la as pressas para Jundiaí/SP, foi quando eles avistaram o irmão Ademar, e a irmã Marlene pediu para o ir. Hermelindo chamá-lo para orar, o irmão Hermelindo dizendo que não, podia demorar, pois ela estava tendo uma hemorragia muito forte, mas ela insistiu para que chamasse-o a orar, o irmão Hermelindo correndo chamou-o a orar dizendo que fizesse uma oração depressa, e o irmão começou a orar e o irmão Hermelindo batendo nele para que encerrasse depressa, mas o irmão continuava a orar e de repente começou a pregar: irmã Marlene eu estou vendo um anjo descendo do céu e libertando a irmã. O Hermelindo na aflição não acreditou em nada, querendo levar a esposa ao médico logo. O irmão levantou perguntando para o irmão Hermelindo porque estava batendo nele, o irmão respondeu que queria que fizesse o que, afinal sua esposa estava com hemorragia. Nisto a irmã Marlene entrou no quarto e demorou, o irmão correu e foi buscar uma condução, quando voltou a irmã estava no quarto ainda, o irmão Hermelindo gritando dizia: Marlene vc vai morrer, anda logo. Foi quando a irmã veio do quarto sorrindo, o irmão Hermelindo naquele desespero perguntou: Vc vai morrer e vem ainda dando risada? A irmã Marlene respondeu: O incrédulo, Deus não tomou a boca do irmão e disse que ele viu um anjo descer e me libertar, EU ESTOU LIBERTA!
Teve a criança e hoje o seu filho é casada, pai de filhos e cooperador de jovens. E prega muito, “ filho de peixe, peixinho é!” rsrsrsrs........Glória a Deus! Somente a Deus por Jesus Cristo!

OBRA DE LIBERTAÇÃO ( PULMÃO ) - IR. HERMELINDO


Senti de postar essa obra realizada pelo Rei da glória na vida no nosso ir. Hermelindo; o servo
Deus causou-se e por graça e misericórdia do Senhor teve 12 filhos, sendo o último nascido com um problema no pulmão, pois nasceu com uma membrana envolta do pulmão, como uma capa de plástico, e o médico disse que ele não sairia do hospital, pois ele havia ingerido água de parto, e qdo isto ocorre em um pulmão “mata” e no filho do ir. Hermelindo havia ocorrido nos dois pulmões; e para isto não há antibiótico que cura.
E o médico falou para o ir. Hermelindo que casos como estes a criança dura no máximo dois a três dias e vem a óbito. E o irmão saiu e foi avisar sua esposa, e chegando e dizendo que ela iria embora mas a criança não; pois a criança estava desenganada e a situação era irreversível, sua esposa disse que o filho era deles e que levá-lo-ia embora. O ir. Hermelindo na simplicidade foi até o berçário pegou a criança e foi embora, afinal os médicos haviam esquecido de avisar os responsáveis que a criança não era para ter alta.
Os dias passou e no prazo dado pelos médicos que a criança morreria, a criança começou arruinar, ficando muito mal, a molera dele afundou, os lábios e as unhas ficaram roxas, foi perdendo o fôlego; o ir. Hermelindo ficando preocupado e não queria levá-lo ao médico, pois sabia que o mesmo chamaria a atenção dele, mas diante da situação acabou indo, e no meio do caminho a sua esposa com a criança no colo dizia para o ir. Hermelindo que seu filho estava morrendo, e o irmão tentou consolá-la dizendo que se conformasse afinal Deus tinha dado 12 filhos a eles, mas a sua esposa ( ir. Marlene ) disse que se fosse assim não adiantava servi a Deus, pois ela cortava o cabelo e qdo começou a servi a Deus não cortava mais, andava de calção, bermuda e agora não andava mais, foi ensinada a não mostrar o corpo, não tentando Senhor nosso Deus, amanhecia assistindo televisão e parou, em duas ou três pessoas secava um litro de pinga, pois bebia também e agora não bebia mais, fazia tudo que a carne queria, e agora faziam tudo que a palavra de Deus mandava, e só porque o médico disse que seu filho ia morrer, ele iria morrer, que Deus que eles serviam? Se Deus existe; se Deus é verdadeiro aquele menino não morreria, pois tudo quanto Deus havia pedido ela estava fazendo e o ir. Hermelindo também.
Quando chegou no hospital em Jundiaí/SP o médico constatando a gravidade do problema já colocou a criança nos aparelhos e alertava para os pais que aquela criança não tinha cura. Foi levado o caso a igreja e começou a orar pela criança. E naquele dia estava dois irmãos no culto que sentiram de irem visitar a criança no hospital, chegando lá as enfermeiras disseram que não podiam, pois a criança estava nas ultimas, morre e não morre. Eles encontraram um jeito de entrar, e deparou com a mãe com uma mamadeira na mão vendo a criança morrer, chorando cujas lágrimas escorriam pela face.
Eles ali mesmo dobraram os joelhos e foi somente “meio minuto de oração”: Senhor; faça esse milagre e enquanto viver o pai e a mãe vão dar glória ao Teu nome, no nome do Senhor Jesus. Levantaram depressa, afinal eles não podiam entrar lá, disse: ir. Marlene dá a mamadeira para a criança em nome do Senhor Jesus, dá a mamadeira para a criança. A mãe não queria alegando que a criança estava agonizando para morrer, mas os irmãos insistiram: ir. Marlene dá a mamadeira para a criança em nome do Senhor Jesus. E em nome do Senhor Jesus a mãe deu a mamadeira, a criança começou a beber o leite, começou a se recuperar, começou a se mexer e para finalizar Deus a libertou e hoje está grande, tocando na orquestra e é secretário da administração. Glória a Deus!

quinta-feira, 4 de março de 2010

OBRA DA GELADEIRA - IR. MARCELO


Senti de postar uma obra contada pelo ir. Marcelo de Guaianazes, ele contou que o ir. Luis, um irmão que não tem ministério, mas tem o dom, o dom de ajudar o necessitado, e um dia ele andando na região de S.Mateus/SP, um irmão parou-o e disse se ele queria levar uma geladeira, pois ela estava queimada e estava encostada, e por ele conhecer bastante irmãos, ter muita influência, poderia ter alguém que pudesse arrumar e ele supriria a necessidade de alguém.
E ele colocou a geladeira na carroceria do carro e foi cumprir com a sua obrigação e virando em uma rua da cidade ele avistou uma irmã já de idade na calçada, pulando e glorificando a Deus. E o ir. Luis parou o carro e perguntou a ela por que tanta alegria.
E ela respondeu que estava orando aquela noite e Deus falou pra ela levantar de manhã que o Senhor ia prepara a sua geladeira. O ir. Luis sem entender nada olhou para irmã e a irmã ficou olhando para ele, e o ir. Luis falou que a geladeira estava queimada, e a irmã falou que não tinha problema, pois ela orava havia a muitos anos, mais precisamente 10 anos, e Deus naquela noite tinha despertado-a diendo que levantasse de manhã que o Seu servo ia levar a geladeira pra ela. E ele insistindo que a geladeira estava queimada a irmã pediu para descer do carro e quando entrou em sua casa, a irmã já tinha até limpado o lugar onde colocaria a geladeira, o irmão naquela situação insistia que a geladeira era queimada e a irmã perguntou para o ir. Luis de quem era aquela geladeira, e o irmão respondeu que era da obra de Deus, e a irmã em seguida perguntou o que ela era, e o irmão Luis disse que ela faia parte da obra de Deus, então a irmã falou que a geladeira era dela.
Então o irmão foi e desceu a geladeira e colocou no lugar onde a irmã tinha mostrado e já ia saindo, a irmã o parou e falou que era para ele ligar a geladeira, porque depois de uma chacoalhada o adversário ia ter que saber que Deus era na vida dela, pois faia 10 anos que ela orava a Deus para preparar uma geladeira, faia 10 anos que ela não bebia água gelada, faia 10 anos que ela não podia comprar um Danone para guardar, mas naquele dia o inferno ia ter que saber que Deus era na vida dela.
Nesta hora o irmão Luis se encheu de fé e disse: Geladeira funciona em nome do Senhor Jesus!
E colocou-a na tomada. A GELADEIRA FUNCIONOU NA HORA!

Fa 7 anos que a geladeira está funcionando normalmente, TEM AGUA GELADA, TEM DANONE e nós estamos glorificando o nome do Senhor! ALELUIAAAAA!

Pra quem crer no Deus que abriu o MAR VERMELHO, Faer funcionar uma geladeira é “Café pequeno” como disse o irmão Marcelo na testemunhança! Glória a Deus!

ALELUIAAAAAAAAA!

Deus é Deus em qualquer lugar, em qualquer situação, em qualquer problema, ELE É DEUS!

Deus vos abençoe!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...